3ª Edição da Bolsa de Investigação em Mieloma Múltiplo

3ª Edição da Bolsa de Investigação em Mieloma Múltiplo

394

A Associação Portuguesa Contra a Leucemia (APCL) e a Sociedade Portuguesa de Hematologia, com o apoio da Amgen Biofarmacêutica, abrem as candidaturas para a 3ª Edição da Bolsa de Investigação em Mieloma Múltiplo. Uma bolsa, no valor de 10 000 euros, que procura impulsionar a investigação científica e/ou epidemiológica para uma doença hemato-oncológica rara cuja taxa de mortalidade é de aproximadamente 600 portugueses por ano.

Em Portugal, um quarto dos doentes com mieloma múltiplo em recaída morre um ano após o diagnóstico, por isso, esta doença continua a requer tratamentos mais efetivos e/ou mais seguros, que permitam aos doentes atrasar a progressão da doença e aumentar o tempo de sobrevivência geral e a qualidade de vida.

A Bolsa de Investigação em Mieloma Múltiplo, dirigida a investigadores nacionais ou estrangeiros a desenvolver projetos em instituições portuguesas, foi criada com o intuito de aumentar o conhecimento sobre esta doença, o diagnóstico, o tratamento, a monitorização dos doentes, a qualidade de vida e/ou o custo e carga da doença em Portugal.

Segundo Manuel Abecassis, Presidente da APCL, “esta bolsa representa um estímulo para os investigadores que trabalham na área do mieloma em instituições nacionais contribuindo assim para a melhoria da sobrevivência e da qualidade de vida dos doentes com mieloma.”

Aida Botelho de Sousa, Presidente da SPH, refere também que “a SPH junta-se a esta iniciativa com o intuito de continuar para melhorar o prognóstico desta doença, ainda incurável na larga maioria dos doentes, mas na qual os avanços têm permitido um maior número de anos vividos sem tratamento e uma grande diminuição dos sintomas associados à doença”.

Tiago Amieiro, Diretor-Geral da Amgen afirma que “a Amgen esta empenhada a continuar a investir na investigação do Mieloma Múltiplo em Portugal e assim contribuir para continua melhoria da vida dos doentes”.

Os projetos submetidos irão ser avaliados por um júri idóneo, composto por peritos de reconhecido mérito em investigação científica e experiência profissional e/ou académica em hemato-oncologia em Portugal e/ou internacional, em particular no Mieloma Múltiplo, nomeado pela APCL e SPH.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close