A ditadura da teimosia

292

Pior do que um teimoso, só um Primeiro-ministro teimoso. Pior do que um Primeiro-ministro teimoso, só um país que o atura e não toma consciência de que é urgente acabar de vez com a sua teimosia.

O cidadão Pedro Passos Coelho, que em determinada altura tomou conta do país, assente numa maioria fabricada com um lunático, ainda não compreendeu que o Governo não é o País, nem o País se resume ao Governo. Pior ainda, o cidadão Pedro Passos Coelho, dirigente do PSD também anda convencido que o PSD é o País e Paulo Portas, que o CDS-PP é uma região autónoma do País. Andam todos baralhados com o poder que lhes caiu na mão e chegaram a um ponto em que já nem sabem o que hão-de fazer para chegarem a bom termo, ou seja, não desarticularem de todo o que sobra de Portugal.

Seria bom que alguns políticos, quando chegam ao poder, não pensassem que o País passa a pertencer-lhes e que tudo lhes é permitido, desde que invoquem a legitimidade que lhes é dada pelo voto. A um líder não basta invocar a Democracia e colocar-se no seu vértice, qual estrela iluminada ou farol no meio dum deserto. A luz que se espalha apenas serve se tiver em conta os obstáculos que detecta e assim encontrar o rumo certo. Mais do que iluminar, o farol deve servir para o ajudar a chegar a bom porto, tendo em conta a segurança e bem-estar da tripulação. Não é ele a luz, mas sim o caminho do feixe de luz que o ajuda a cumprir os anseios de quem governa.

Pedro Passos Coelho, só não é um ditador porque o regime não é uma ditadura e ele não tem coragem suficiente para mudar o regime. Se ele fosse um pouco mais arrojado, seria isso o que ele faria e acreditaria estar a fazer o correcto. A chatice toda é que a Europa não iria aprovar tal arrojo e ele não tem coragem para enfrentar a Europa e dentro desta, aqueles que ele idolatra e que, quando ele cair em desgraça, lhe darão as sopas que lhe permitirão viver num estado de sem-abrigo dourado.

O braço de ferro a propósito da manutenção do Ministro da Educação e da Ministra da Justiça, com os ministérios a desmoronarem-se lentamente com demissões menores, são a imagem de marca da intolerável teimosia de um Primeiro-ministro, que governa como se fosse o dono da política nacional, como se a sua gestão fosse única, infalível e intocável. Ele julga-se um líder acima de qualquer crítica ou contestação e nem mesmo quando os seus ministros erram declaradamente, cometem erros crassos até, e ainda por cima descarregam arrogância sobre todos quantos os contestam, ele reconhece que é impossível manter em funções pessoas que cometeram incompetências verdadeiramente indesculpáveis. Os ministros podem até não ser incompetentes, mas os actos de incompetência têm de ser assumidos e daí serem tiradas as devidas consequências políticas e quando isto acontece, as pessoas em causa deixam de ter condições para ocuparem o lugar de que são responsáveis, precisamente porque foram irresponsáveis.

O Primeiro-ministro, para além de teimoso é birrento. Teimosamente arrogante porque não sabe reconhecer quando erra ou quando o seu Governo comete erros de palmatória que prejudicam de forma grave o normal funcionamento das instituições. Porta-se como o patrão intolerável e rabugento que acha que os seus funcionários são todos uns incompetentes, piegas e mal agradecidos e que só ele sabe conduzir o negócio de mercearia, com laivos de loja gourmet, para deslumbrar os seus amigos europeus, protegendo sem limites o seu clã de capatazes, mesmo quando estes ultrapassam as suas competências e se mostram incompetentes.

Pior do que um Primeiro-ministro teimoso é um Primeiro-ministro teimosamente incompetente.

Ernani Balsa
“escreve sem acordo ortográfico”

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close