A Timberland inicia defesa da propriedade intelectual

A Timberland inicia defesa da propriedade intelectual

3

A Timberland adotou medidas severas para impedir que o design e a tecnologia do seu calçado sejam copiados pelos concorrentes, uma ação que visa proteger um dos seus ativos mais valiosos a “propriedade intelectual”. Segundo a marca, esta iniciativa não deve ser confundido com contrafação, mas antes entendido pela prática, por parte de outras marcas, de copiarem e usarem designs e tecnologias da Timberland nos seus próprios produtos.

Recentemente, a Timberland instruiu um concelho externo de propriedade intelectual para tomar medidas legais severas contra todas as violações aos seus produtos no mercado e já obteve várias “vitórias” por todo o mundo, em especial na região EMEA.

Ao longo do último ano, a Timberland limitou consideravelmente os danos à sua marca e negócio, impedindo a venda de imitações dos seus estilos de calçado icónicos no Reino Unido, França, Bélgica, Alemanha, Itália e Portugal. Infrações específicas estiveram relacionadas com marcas de calçado como Kenniston, Courmayeur, Radford e FlyRoam Wedge, bem como com as suas plataformas tecnológicas, incluindo as tecnologias Sensorflex e Aerocore.

“As nossas patentes e marcas registadas são fundamentais para tornar a marca e os produtos Timberland únicos e desejáveis no mercado”, disse Kristine Marvin, Diretora Geral da Timberland. “Estamos completamente focados em atender e superar as expectativas dos nossos clientes fiéis através do desenvolvimento de designs e tecnologias inovadoras. Temos tolerância zero para outros tirarem partido do trabalho árduo da nossa talentosa equipa.”

A Timberland comprometeu-se a dar início a medidas legais contra todas as empresas que no futuro infrinjam a propriedade intelectual da marca.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close