Concurso e Exposição de “Camélias em Sintra”.

393

A 1 e 2 de março regressa ao Palácio Nacional de Sintra a Exposição e Concurso “Camélias em Sintra”, promovida pela Parques de Sintra, e agora na sua quarta edição. O evento, organizado em parceria com a Associação Portuguesa de Camélias, vê agora a sua dimensão alargada. Conta não só com camélias das Quintas Históricas de Sintra, camélias dos parques sob gestão da Parques de Sintra e de sócios da Associação Portuguesa de Camélias, mas tendo também este ano atraído a participação de expositores espanhóis, membros da Sociedad Española de la Camelia.

As Cameleiras em flor, que todos os anos abrilhantam os jardins e quintas de Sintra, tornaram-se o ex-libris do inverno sintrense, sendo motivo de bailes e festas.

Assim, no Terreiro em frente ao Palácio de Sintra, e com entrada gratuita, será possível observar os melhores exemplares de Camélias de cada um dos participantes, bem como as cultivares vencedoras, identificadas por um júri especialista na matéria. Adicionalmente, os visitantes podem também inscrever-se nas atividades paralelas: workshop de desenho técnico de camélias, orientado pelo Professor João Catarino; e visita guiada ao Jardim das Camélias do Parque da Pena, com os técnicos da Parques de Sintra.

Em simultâneo com a exposição decorre o concurso para distinguir a “Melhor Camélia” e a “Melhor Cultivar Histórica”. Os vencedores são anunciados na abertura da exposição, 1 de março (sábado), às 14h00.

Junto à exposição, tem também lugar a venda de camélias ao público.

Ainda a 1 de março (sábado), às 15h, decorre o Workshop de Desenho técnico de Camélias, no qual o Professor João Catarino orienta os participantes no aprofundar da relação entre o observador e os objetos observados (que, neste caso, se tratam das flores expostas), aplicando técnicas de desenho específicas para retratar o que se observa.

No dia 2 (domingo) às 15h00, no Parque da Pena, tem lugar uma visita guiada ao Jardim das Camélias, que os participantes irão percorrer sob orientação da Arquiteta Paisagista Elsa Isidro e o Engenheiro Florestal Nuno Oliveira, ambos da equipa da Parques de Sintra que trabalha diariamente na recuperação e manutenção do património natural. O Jardim das Camélias está a ser alvo de um projeto de restauro que inclui um conjunto alargado de intervenções com vista à recuperação de estruturas construídas e vegetação em avançado estado de degradação, de modo a solucionar situações de risco de perda patrimonial. Com esta visita, será possível conhecer uma das mais importantes coleções camélias de Portuguesas, com cerca de 200 cultivares, introduzidas no Parque pelo rei D. Fernando II no séc. XIX.

Desde 2009, a Parques de Sintra tem vindo a desenvolver o estudo, classificação e recuperação da extensa coleção de camélias do Parque da Pena, que inclui mais de 2.250 exemplares, concentrados principalmente em quatro locais: Jardim das Camélias, Jardim Rainha D. Amélia, Jardim da Condessa d’Edla e Alto do Chá. Este inventário incluiu o mapeamento em sistemas de informação geográfica, a identificação botânica das espécies e, por fim, a identificação das variedades representadas na coleção. Atualmente estão identificadas 285 variedades pertencentes a 5 espécies diferentes: Camellia japonica, Camellia reticulata, Camellia sasanqua, Camellia sinensis e Camellia rusticana.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close