Home | Atualidade | Nacional | Conferência promove “Rumo às Zero Emissões em 2030”
Conferência promove "Rumo às Zero Emissões em 2030"
Secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Pinto esteve presente na Conferêncoa

Conferência promove “Rumo às Zero Emissões em 2030”

A conferência “Rumo às Zero Emissões em 2030”, que teve lugar no passado dia 30 de janeiro em Lisboa, concluiu que as empresas reunidas neste evento, têm o potencial de eliminar 41.419 toneladas de dióxido de carbono (CO2) por ano, ao mudarem para frotas elétricas.

Esta foi uma das conclusões da conferência que contou com a participação de cerca de 80 empresas, que na sua totalidade têm mais de 11.000 veículos, o que representa cerca de 20% da frota em renting de propriedade da líder nacional em renting e soluções de mobilidade. Se todas as 80 empresas mudassem amanhã as suas frotas para veículos elétricos, representaria a eliminação de 41 mil toneladas de emissões de dióxido de carbono por ano.

Para além das questões ambientais, também o TCO (Total Cost of Ownership) dos veículos elétricos é cada vez mais competitivo no mercado português em comparação com os automóveis de combustão, destacou André Freire, da LeasePlan Portugal, fator importante para as empresas com frotas, que representam cerca de metade dos carros que circulam nas estradas nacionais.

“O panorama da mobilidade está em processo de disrupção e por essa razão é necessário um esforço conjunto cada vez maior por parte dos governos e da indústria automóvel”, referiu António Oliveira Martins, diretor geral da LeasePlan. “Tanto os governos centrais como os municípios têm uma palavra a dizer em relação à sustentabilidade futura da mobilidade, exemplo disso mesmo é o município do Porto, o primeiro em Portugal a abraçar essa mudança com a passagem de uma parte significativa da sua frota para veículos elétricos”, concluiu.

Com 70% de carros elétricos e híbridos plug-in, Nelson Pinto, Diretor do Departamento Municipal do Ambiente e Serviços Urbanos do Município do Porto, destacou que a poupança em custos de manutenção é muito expressiva, para além da redução dos custos com combustível, redução do ruído e a ausência de emissões de dióxido de carbono. E é a prova que o Porto quer liderar pelo exemplo no que se refere à sustentabilidade da mobilidade.

À medida que a consciência ambiental aumenta, as frotas estão gradualmente a mudar para propulsões alternativas, principalmente veículos elétricos de bateria e híbridos plug-in. As empresas são um dos principais fatores para a conquista da mudança.

Tal como em outras áreas, a LeasePlan quer ser o motor da mudança de comportamentos, liderando pelo exemplo, assumindo publicamente que até 2021 irá passar a ter uma frota totalmente elétrica, abraçando os temas chave da modernidade automóvel que passam pela sustentabilidade, a digitalização e a substituição da posse de automóvel próprio pela subscrição de um serviço.

Além disso, como única empresa do ramo automóvel que faz parte da iniciativa EV100 – da qual fazem parte outras empresas líderes como a Unilever, Baidu, IKEA Group, HP Inc., Vattenfall, PG&E, Deutsche Post, DHL ou Metro AG -, a LeasePlan pretende servir de exemplo às empresas que podem fazer, de facto, toda a diferença para acelerar comportamentos que tenham um impacto positivo nas mudanças climáticas que se avizinham.

O papel de compromisso das gestoras de frota, é fundamental para seguir caminho por uma estrada mais sustentável e amiga do ambiente. As frotas empresariais não só devem fazer parte desta discussão, como têm de ser obrigatoriamente um exemplo a seguir nesta matéria.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close