Euro 2016: A Vitória da garra, coragem e força de vencer

Euro 2016: A Vitória da garra, coragem e força de vencer

646

A Seleção de Portugal sagrou-se este domingo, campeã Europeia de Futebol, num jogo demasiado sofrido, com um golo marcado pelo autor mais improvável, aquele que era considerado pelos especialistas e teóricos da bola, o “patinho feio”, dos 23 guerreiros lusitanos.

Mas a Vitória da Seleção Portuguesa no Estádio de France, em Paris, não foi apenas um jogo, não foi apenas a final do Euro2016 ou a conquista de um título muito importante, foi uma vitória transcendente sobre a arrogância e sobranceria, obrigando a alterar manchetes, festas programadas e discursos miserabilistas, de uma superioridade que afinal, foi de curta duração.

No momento do apito final de um árbitro, que nunca esteve à altura do jogo que dirigia, a conquista da Seleção Portuguesa, mereceu o comentário gritado de um dos sofredores presentes, na mini fanzone, reunida na esplanada do “Estrela da Beira”: “Os gajos tiveram de beber o fel, que tinham preparado para os nossos guerreiros”.

O 10 de Julho de 2016 fica na história desportiva de Portugal, como o primeiro dia maior deste século XXI, o dia em que a Seleção Nacional de Futebol, derrotou não só a Seleção Francesa, mas afirmou o espírito de uma nação, a mais antiga da Europa, o caráter de um povo historicamente conquistador, que apesar dos recursos, é capaz de exibir, garra, coragem, força mental e disponibilidade total, para se transcender.

A vitória da Seleção portuguesa, obriga miseráveis e escrevinhadores “nojentos”, de alguma comunicação social francesa, a terem de engolir os sapos do insulto e da ofensa, em que chafurdaram no ataque sem ética e respeito, a um grupo de atletas talentosos, cujo único pecado que cometeram, foi estarem apostados na vitória.

Portugal demonstra com esta conquista que nunca é tarde para lutar por um sonho, até porque como dizia Cristiano Ronaldo, “sonhar é grátis”, não paga taxas e parafraseando Fernando Santos, o timoneiro desta Seleção Nacional, Campeã da Europa em 2016, “agora escrevam que Portugal não merecia”.

A Seleção Nacional de Futebol, é o orgulho desta nação, uma nação de dimensão planetária, que se espalha por todo o mundo, porque não há recanto na terra, onde não viva um Português, que ontem se tenha sentido, Campeão Europeu.

A nossa gratidão a todos os elementos da Seleção Nacional, jogadores, equipa técnica e restante staff, pela forma exemplar como na noite de ontem, domingo 10 de Julho de 2016, foram capazes de dar prova da grandeza, inteligência, tenacidade e coragem, do Povo Português.

A NOSSA HOMENAGEM AOS 23 GUERREIROS DA SELEÇÃO NACIONAL DE FUTEBOL:

CAMPEÕES DA EUROPA 2016

Treinado: FERNANDO SANTOS

Guarda-redes:

Anthony Lopes (Lyon)
Eduardo (D. Zagreb)
Rui Patrício (Sporting)

Defesas:

Cedric (Southampton)
Vieirinha (Wolfsburgo)
Bruno Alves (Fenerbahçe)
José Fonte (Southampton)
Pepe (Real Madrid)
Ricardo Carvalho (Monaco)
Eliseu (Benfica)
Raphael Guerreiro (Lorient)

Médios:

André Gomes (Valencia)
Adrien (Sporting)
Danilo (FC Porto)
João Mário (Sporting)
João Moutinho (Monaco)
William Carvalho (Sporting)
Renato Sanches (Benfica)

Avançados:

Cristiano Ronaldo (Real Madrid)
Éder (Lille)
Nani (Fenerbahçe)
Quaresma (Besiktas)
Rafa (Sp. Braga)

Por: Carlos Santomor

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close