O Largo do Município em Palmela, ficou repleto de público e convidados para a inauguração oficial da 57.ª Festas das Vindimas do Concelho.

Festas das Vindimas em Palmela até 3 de Setembro

258

O Largo do Município em Palmela, ficou repleto de público e convidados para a inauguração oficial da 57.ª Festas das Vindimas do Concelho.

A noite foi de Festa em terra de vinhos e músicos, para dar as boas-vindas às colheita e vindima num brinde com os afamados Vinhos da Península de Setúbal e… música!

“Viva Il Vino” foi a performance musical que, interpretada por Isabel Biu (soprano) e Bruno Almeida (Tenor), antecedeu o tradicional corte do cacho de uvas pela Rainha da Festa das Vindimas, Diana Sousa.

Para o Presidente da Câmara de Palmela, esta também é, uma “homenagem mais do que merecida” a todos os agricultores e vitinicultores que criam emprego, geram riqueza no território e reinvestem na comunidade. A capacidade de reinvenção da Associação de Festas de Palmela, para anualmente melhorar e qualificar a oferta das Festas mais emblemáticas do Concelho, também não foi descurada na intervenção de Álvaro Balseiro Amaro.

Recordando que Palmela foi eleita Cidade do Vinho há dez anos atrás, a Presidente da Associação das Festas de Palmela – Festa das Vindimas, Maria João Camolas, afirmou que “Palmela é como o Vinho. Fica melhor com o tempo”.

Até 3 de setembro, há muito para ver, ouvir, degustar e sentir na 57.ª Festa das Vindimas com espetáculos musicais, provas de vinhos e outros momentos emblemáticos como a Pisa da Uva e a Bênção do Mosto ou Cortejo das Vindimas, este ano dedicado ao tema “Palmela 10 Anos Cidade do Vinho”.

No último dia de Festa, 3 de setembro, a Festa das Vindimas contará com a honrosa presença do Presidente da República que assistirá ao Cortejo Noturno e ao Simulacro de Incêndio do Castelo de Palmela.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close