Jovens LGBT+ não assumem a orientação sexual no trabalho

Jovens LGBT+ não assumem a orientação sexual no trabalho

149

Mais de metade (51%) dos jovens portugueses LGBT+ não assume a sua orientação sexual no local de trabalho porque tem medo de ser discriminado por parte das chefias e/ou colegas. A par disso, mais de um terço (37%) admite que ‘voltou ao armário’ quando entrou para o seu primeiro emprego.

Estes dados são divulgados por um estudo realizado pela Out Now para a Vodafone, que contou com a participação de mais de três mil jovens LGBT+ em 15 países, incluindo Portugal.

O survey conduzido por esta organização especialista em temas LGBT+ concluiu que mais de um terço dos inquiridos portugueses (35%) não assumiu a sua orientação sexual à chefia direta no seu primeiro emprego. Os dados revelam, ainda, que 59% dos entrevistados portugueses não se assume de todo quando entra para o mercado de trabalho, mas à medida que se vão sentido mais confiantes na sua profissão, começam gradualmente a assumir a sua verdadeira identidade. Já na universidade, 44% dos inquiridos afirma que se assumiu perante a maioria dos seus colegas.

Outras conclusões do estudo em Portugal indicam que:

· 76% dos Colaboradores LGBT+ já esconderam a sua orientação sexual no emprego pelo menos uma vez;

· 57% dos inquiridos afirma que já disfarçou a sua orientação sexual no emprego mais do que uma vez;

· 49% afirma que, no seu primeiro emprego, ouviu alguns comentários negativos acerca da comunidade LGBT+ e que isso os fez sentir desconfortáveis em assumir-se perante todos;

· 31% sente que foi menos produtivo na sua função porque não se sentia à vontade para assumir a sua orientação sexual;

· 20% afirma que assumir-se no local de trabalho foi ‘a coisa mais difícil que alguma vez fez’.

Estes números, a par de testemunhos de Colaboradores LGBT+ de vários mercados onde a Vodafone opera, evidenciam a necessidade de as Empresas desenvolverem programas de apoio focados neste tema, fomentando assim uma cultura corporativa em que todos podem ser livres e assumir a sua orientação sexual sem constrangimentos. É esta convicção que suporta o novo programa global da Vodafone – ‘LGBT+ and Friends Connect’.

O objetivo é recrutar e apoiar pessoas LGBT+ no seu primeiro emprego, assim como dotar as chefias de competências para conseguirem integrar da melhor forma estes profissionais nas suas equipas. O programa inclui um conjunto de iniciativas, tais como:

– Programas de Graduates, integração e liderança para ajudar, atrair e reter Colaboradores LGBT+;

– Conjunto de ferramentas para que as chefias fomentem um ambiente de trabalho inclusivo;

– Um programa global de ‘Buddies’ para Graduates LGBT+;

– Um Código de Conduta renovado e focado na inclusão de pessoas LGBT+;

– Iniciativas que incentivam Colaboradores e chefias a tornarem-se aliados LGBT+;

– Programas interativos para ser Embaixador LGBT+ certificado.

“A Vodafone não tolera qualquer tipo de discriminação dentro da sua Organização e orgulha-se de ter uma cultura de trabalho que promove oportunidades iguais, independentemente da origem, nacionalidade, sexo, crenças ou ideologias de cada um dos Colaboradores. É preocupante perceber que ainda há tantos jovens que têm de esconder quem são no local de trabalho, mas acreditamos que o programa agora lançado pode fazer a diferença. Ao formar os nossos Colaboradores em temas de Diversidade e Inclusão, estamos a contribuir para reduzir a discriminação no local de trabalho, especialmente para os milhares de jovens que estão a entrar no mundo laboral e que têm de se adaptar a uma nova realidade”, afirma Luísa Pestana, Diretora de Recursos Humanos da Vodafone Portugal.

O estudo completo realizado pela Out Now para a Vodafone nos países África do Sul, Alemanha, Austrália, Espanha, Grécia, Holanda, Hungria, Irlanda, Itália, Nova Zelândia, Portugal, Reino Unido, República Checa, Roménia e Turquia pode ser consultado aqui.

A acompanhar este estudo foi realizada uma campanha que apela à diversidade no local de trabalho e tem com mote #belong. O vídeo está disponível a partir de hoje nas redes sociais da Vodafone.

Partilhe:




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close