Lagoa promove as Boas Práticas enoturísticas no Algarve

Lagoa promove as Boas Práticas enoturísticas no Algarve

372

Decorreu na Adega Cooperativa de Lagoa, uma ação de benchmarking no âmbito do programa “enoturismo do Algarve”, uma iniciativa da Associação das Rotas de Vinhos de Portugal (ARVP) e da Associação de Municípios portugueses do Vinho (AMPV), das quais o Município de Lagoa é associado.

As três dezenas de participantes vindos de várias regiões vitivinícolas de Portugal, foram recebios por Luís Encarnação, responsável pelos pelouros do turismo e desenvolvimento económico no Município de Lagoa, que resumiu na abertura, as linhas de trabalho que tem vindo a ser seguidas para a revitalização do enoturismo na região.

“Existe em Lagoa uma tradição milenar na produção da vinha e do vinho” lembrou o vice-presidente da Câmara, acrescentando que “a diversidade e a qualidade são hoje marcas da oferta enoturística deste concelho, reconhecidas pelos vários prémios nacionais e internacionais”.

Na mesma intervenção foram ainda valorizados os novos investimentos e os novos produtores, empenhados em projetos já existentes ou a implementar em breve. O autarca de Lagoa destacou a importância do enoturismo como oportunidade para combater a sazonalidade do turismo na Região, e um valor acrescentado para o destino-Lagoa, com efeito multiplicador na economia local.

José Arruda, secretário-geral da Associação de Municípios Portugueses do Vinho (AMPV), explicou, por seu lado, que “o benchmarking é um procedimento continuo e sistemático que tem o objetivo de verificar o estado e a evolução das organizações, produtos, processos e atividades. Neste caso, aplica-se ao enoturismo para criar padrões de referência e contribuir para melhores resultados”.

Esta iniciativa permite o levantamento da oferta enoturística em Portugal reunindo esforços entre produtores, adegas, museus do vinho, alojamento, restauração, comércio e pontos de informação enoturística.

O programa em Lagoa incluiu uma visita guiada à Quinta dos Vales com duas provas comentadas e uma visita aquela unidade de enoturismo, e um almoço acompanhado por vinho de Lagoa no restaurante Barca Velha.

Este projeto de benchmarking já organizou três ações similares na região de Setúbal, Alentejo Central e Baixo Alentejo. Tem como objetivo percorrer todas as regiões vitivinícolas do País, com visitas e reuniões de trabalho para promover uma rede integrada de informação enoturística e de contacto entre pares.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close