Lagoa recebe o Prémio Viver em Igualdade

Lagoa recebe o Prémio Viver em Igualdade

354

O município de Lagoa, recebeu pelo segundo ano consecutivo, o Prémio Viver em Igualdade, uma iniciativa bienal, promovida pela Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG) da Presidência do Conselho de Ministros no âmbito da Estratégia Nacional para a Igualdade e a Não Discriminação (ENIND).

Lagoa está entre os 5 municípios que este ano obtiveram esta distinção por promover a sensibilização dos munícipes e dos trabalhadores e das trabalhadoras, com vista à integração da dimensão de género no seu funcionamento e nas suas iniciativas; valorizando a sua ação como fator de desenvolvimento pessoal, bem como o seu papel fundamental, como escola de cidadania e participação democrática, igualitária e respeitadora dos direitos humanos.

Lagoa já tinha recebido este reconhecimento em 2017, atestando que o município é um dos melhores locais para se viver em igualdade. A 8 de março de 2018, o Presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Francisco Martins, apresentou publicamente o Prémio Maria Barroso, com um valor pecuniário de 30.000,00€ (trinta mil euros), assumindo o papel que lhe cabe nesta matéria enquanto governo local em coresponsabilização com a comunidade local, partilhando o valor do prémio com o Grupo Vila Vita. Este forte investimento nestas matérias visa implementar e solidificar práticas de cidadania, de igualdade e de participação de todos e de todas nos territórios e contextos em que intervém.

O Prémio Viver em Igualdade existe desde 2012 e destina-se a distinguir municípios que promovam eficazmente o debate entre as e os munícipes sobre as questões da igualdade de género e da cidadania, que questione a divisão tradicional dos papéis femininos e masculinos, alerte para os direitos e responsabilidades que incumbem às cidadãs e aos cidadãos, tanto na esfera pública, como na privada, evidenciando a mais-valia da participação a nível pessoal e social.

A iniciativa inscreve-se nos três Planos Nacionais de Ação que definem objetivos estratégicos e específicos em matéria de Igualdade entre Mulheres e Homens (IMH), prevenção e combate à Violência contra as Mulheres e Violência Doméstica (VMVD) e combate à discriminação em razão da Orientação sexual, Identidade de género e Características sexuais (OIC), em linha com os objetivos da AGENDA 2030 para o desenvolvimento sustentável subscritos pela ONU – Organização das Nações Unidas.

Os municípios são avaliados com base nas políticas públicas capazes de responder às necessidades territoriais do país, de reforçar e potenciar o trabalho de atores locais e em rede, atendendo à proximidade à população e à introdução da temática do combate à discriminação face à orientação sexual, identidade de género e características sexuais.

A sessão pública de entrega dos prémios terá lugar no próximo dia 24 de outubro, Dia Municipal para a Igualdade.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close