Lagos promove uma vida mais saudável com o Prato Certo

Lagos promove uma vida saudável com o Prato Certo

169

“O Prato Certo” promove estilos de vida saudáveis tendo por base a dieta mediterrânica. Lagos vai participar na candidatura ao CRESC Algarve – Portugal Inovação Social – Programa de Parcerias para o Impacto – que visa obter financiamento para dar continuidade ao projeto de parceria do Observatório Regional de Segurança Alimentar do Algarve e da sua campanha de educação alimentar “O Prato Certo”.

O assunto foi ontem presente e apreciado em Reunião de Câmara, tendo sido deliberado aprovar a carta de compromisso de investimento social, através da qual o Município se compromete a cofinanciar a implementação do plano de desenvolvimento desta Iniciativa de Inovação e Empreendedorismo Social (IIES) no triénio 2019 a 2021 com um valor de 5.193,00€. O projeto tem um orçamento global de 370.926,00€, dos quais 296.741,00€ provêm do programa Portugal Inovação Social e o remanescente resulta da comparticipação dos 16 municípios.

Neste âmbito, Lagos irá acolher a realização de 14 ações específicas e 7 ações gerais, todas no âmbito da promoção da saúde alimentar, assim como apoio técnico na definição de estratégias e modelos de alimentação social, cantinas, refeitórios empresariais e de entidades públicas, que respeitem a Dieta Mediterrânica e os seus princípios fundadores, designadamente: a produção local e sazonal; a redução de desperdícios alimentares; a alimentação saudável e acessível; e a alimentação enquanto espaço ativo de convivialidade.

Recorde-se que esta parceria foi constituída em 2018, envolvendo um conjunto alargado de entidades, onde se inclui a InLoco, a Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL), a Direção Geral de Saúde e a Administração regional de Saúde do Algarve, o Centro Distrital de Segurança Social de Faro, a Universidade do Algarve e os municípios da região. O projeto piloto teve a duração de um ano e contou com a participação de uma equipa pluridisciplinar composta por nutricionistas, chefs, antropólogos, sociólogos e o apoio empenhado de uma rede regional de técnicos municipais e das entidades públicas e privadas que operam na área social.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close