Médicos Internos no CHUA para Formação Geral e Especializada

Médicos Internos no CHUA para Formação Geral e Especializada

490

O Centro Hospitalar Universitário Algarve iniciou o ano com a receção dos 169 médicos internos que escolheram os hospitais públicos algarvios para desenvolver o seu Internato Médico na formação geral e efetuar a sua especialidade, no âmbito da formação especializada.

Na cerimónia de boas vindas, que decorreu na quarta-feira, em simultâneo nas unidades hospitalares de Faro e Portimão, estiveram presentes os 134 internos da Formação Geral e os 35 médicos da Formação Especializada. “Este número crescente e bastante significativo de jovens médicos, recém-formados, que anualmente escolhem os nossos hospitais no âmbito do Internato Médico representa um enorme orgulho para nós, pois é o reconhecimento da qualidade da nossa instituição no que respeita à formação dos novos médicos”, frisou a diretora do Internato Médico, Ana Camacho.

No âmbito da Formação Especializada, e numa aposta consistente na idoneidade formativa das várias especialidades os médicos internos foram colocados nas unidades de Faro e Portimão nas seguintes especialidades: Anestesiologia (2), Cardiologia (1), Cirurgia Geral (3), Doenças Infeciosas (1), Gastrenterologia (1), Ginecologia/Obstetrícia (2), Medicina Física e Reabilitação (3), Medicina Intensiva (2), Medicina Interna (6), Nefrologia (1), Neurocirurgia (1), Oncologia Médica (1), Pediatria (2), Pneumologia (1), Psiquiatria (4), Radiologia (2), Reumatologia (1), Urologia (1).

No que respeita à Formação Geral, por forma a aprofundar os seus conhecimentos em diversos contextos clínicos, os internos vão desenvolver a sua formação, de forma tutelada, em diferentes especialidades e serviços nas unidades hospitalares de Faro e Portimão e ainda nos Centros de Saúde da região.

Paulo Morgado, presidente da Administração Regional de Saúde, fez questão de marcar presença nas sessões que decorreram nas duas unidades, evidenciando a crescente experiência dos hospitais públicos algarvios na formação de jovens médicos, contribuindo para o enriquecimento da sua formação e para a aquisição de experiência profissional, que lhes permite “aprender fazendo”, de forma bastante tutelada e orientada pelos especialistas.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close