Home | Ambiente | Mercedes-Benz patrocina reflorestação no Parque da Pena
Mercedes-Benz patrocina reflorestação no Parque da Pena
Mercedes-Benz patrocina reflorestação no Parque da Pena

Mercedes-Benz patrocina reflorestação no Parque da Pena

O Grupo Daimler Portugal decidiu patrocinar a reflorestação do Parque de Pena, em Sintra, enquanto empresa socialmente responsável e envolvida na sua comunidade. A área reflorestada, foi fustigada em 2013 e em 2015 por violentas tempestades, que originaram a queda de mais de 2000 árvores.

Esta ação de reflorestação teve lugar no local conhecido por regato das perdizes (Parque da Pena), no dia 20 de janeiro de 2017, e contou com a participação de cerca de 40 voluntários das empresas do Grupo Daimler em Portugal para juntos ajudarem a plantar 200 Pseudotsugas, uma espécie de árvore conífera, semelhante ao pinheiro, de rápido crescimento e que permite uma densa arborização.

A importância da reflorestação das áreas atingidas do Parque da Pena é essencial por esta fazer parte da paisagem cultural de Sintra. Em 1992, a UNESCO alargou as categorias do Património Mundial e criou a de “Paisagem Cultural”. Sintra foi então a primeira Paisagem Cultural na Europa, classificada em 1995.

A Parques de Sintra – Monte da Lua tem, entre outras missões, a de gerir os importantes valores naturais e culturais situados na zona da Paisagem Cultural de Sintra e Queluz: Parque e o Palácio da Pena, os Jardins e o Palácio de Monserrate, o Castelo dos Mouros, o Convento dos Capuchos, o Jardim e o Chalet da Condessa d’Edla e, desde 2012, os Palácios Nacionais de Sintra e de Queluz e a Escola Portuguesa de Arte Equestre sediada nos Jardins históricos de Queluz, e com apresentações no Picadeiro Henrique Calado, na Calçada da Ajuda (Belém). Além destes monumentos, a empresa gere ainda uma vasta área florestal também na Paisagem Cultural de Sintra. A gestão destas propriedades envolve a sua recuperação, requalificação, revitalização, conservação, investigação, divulgação e exploração, abrindo-as à fruição pública e potenciando a sua valência turística.

Durante a reflorestação houve ainda oportunidade para todos os voluntários verificarem demonstrações dos trabalhos florestais com os cavalos da raça Belga – Ardennais.

A Parques de Sintra reintroduziu técnicas tradicionais, ambientalmente sustentáveis, de exploração e manutenção das áreas florestais sob sua gestão utilizando cavalos de trabalho. Estes cavalos apoiam os trabalhos florestais como o transporte de madeira, recolha de resíduos, limpeza de estradas e caminhos, apoiando ainda os passeios de charrete.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close