Operação “ACONCHEGO” da ANAFS no litoral alentejano

129

As aldeias de Rio de Moinhos, Aldeia do Pico ,Trancão, Aldeia da Muda, Brejinho d´Água, Bairro do Isaías, Paragem Nova e Santa Margarida da Serra recebem de 24 a 26 de Julho, a 25.ª edição da “Operação Aconchego” da Associação Nacional dos Alistados das Formações Sanitárias (ANAFS).

Estas aldeias e á semelhança das edições anteriores, vão receber uma equipa constituída por médicos, enfermeiros e operacionais de logística que vão proceder a rastreios de medição de pressão arterial, glicémia, colesterol e diabetes, providenciando ainda apoio psicológico e conselhos sobre uma alimentação saudável, incluindo a distribuição de alguns cereais de incentivo à alteração de hábitos alimentares. Os rastreios são gratuitos e destinam-se a toda a população.

A ANAFS, criada em junho de 1991, é uma organização não-governamental para o desenvolvimento, composta por voluntários tradicionalmente envolvidos em apoio a causas humanitárias.

O objetivo desta iniciativa visa solucionar fragilidades e carências de idosos de zonas isoladas do interior dos concelhos de Grândola e Alcácer do Sal, no litoral alentejano.

A ANAFS faz um balanço muito positivo de iniciativas anteriores afirmando que os rastreios têm uma média de 40 utentes por dia e constata-se uma diminuição do colesterol e melhoria geral das condições de saúde da população visada.

Nesta edição a iniciativa passa a ter o conforto da articulação operacional com a Unidade de Cuidados na Comunidade SERRA E MAR do Centro de Saúde de Grândola, com o Destacamento Territorial de Grândola da GNR e o interesse reafirmado e reforçado da Câmara Municipal de Grândola e do seu Presidente, especialmente cedendo o espaço e equipamento para montagem de uma Base de Operações (BoOGra).

A participação às populações foi reforçada através de uma Equipa do GIPS/GNR de 2 elementos, preparada para e orientada especialmente para o risco dos incêndios florestais e medidas de auto-protecção. Em 2015 continua-se a Operação, não só intervindo nos locais anteriormente assinalados, como, eventualmente, sempre que solicitado, alargando-a a outros locais.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close