Os animais selvagens de Monchique preocupam o PAN

Os animais selvagens de Monchique preocupam o PAN

787

O PAN – Pessoas-Animais-Natureza procurou saber, junto do Ministério da Agricultura, que meios estão no terreno para fazer face ao pós incêndio de Monchique, nomeadamente como estão articulados e que medidas de urgência tem o Ministro Capoulas Santos em marcha para garantir o abeberamento e a alimentação de animais selvagens.

Apesar de já trem sido garantidas rações para animais de pecuária e apoios aos agricultores afetados, aquele partido político, afirma desconhecer se existirão apoios financeiros para as associações de proteção de vida selvagem que estarão a recolher animais feridos e quanto custará este apoio excecional a animais selvagens. Em paralelo, surgem nas redes sociais imagens de animais selvagens aparentemente desorientados e sem vegetação para se alimentarem o que indicia falta de acompanhamento das autoridades responsáveis.

Na pergunta feita ao Ministério da Agricultura, foi também questionado quantos animais de companhia e de pecuária, foram até à data, encontrados feridos ou mortos.

Passados poucos dias do trágico incêndio que consumiu 27.635 hectares de floresta e terrenos agrícolas em Monchique, Silves, Portimão e Odemira poucas são as informações veiculadas pelo Ministério da Agricultura, pela Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) ou mesmo pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) sobre que meios estão no terreno para aferir o número de animais selvagens feridos ou mortos, que medidas estão a ser implementadas para garantir o seu reencaminhamento para centros de preservação da vida selvagem e que pontos de abeberamento e alimentação estão a ser montados nas zonas afetadas.

“A destruição da Serra de Monchique provocou uma pressão acrescida num ecossistema já de si muito fragilizado. O Governo tem que tomar medidas urgentes para garantir que os animais selvagens que sobreviveram ao incêndio não morram por falta de alimentação ou abeberamento” alerta Francisco Guerreiro, porta-voz do PAN.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close