Home | Agenda | Palestras | Palestra de José Milhazes no Hotel Paraíso em Albufeira
Palestra de José Milhazes no Hotel Paraíso em Albufeira
Palestra de José Milhazes no Hotel Paraíso em Albufeira

Palestra de José Milhazes no Hotel Paraíso em Albufeira

O Rotary Club de Albufeira anuncia para o próximo dia 1 de Junho (quinta feira) a Palestra subordinada ao tema, “A Influência do Leste no Futuro da Europa” proferida pelo Jornalista José Milhazes, no decorrer de um Jantar com início às 19h30, no Hotel Paraíso, em Albufeira.

As reservas para o jantar e palestra estão abertas até à próxima quarta feira (31).

José Manuel Milhazes Pinto nasceu na Póvoa de Varzim, 2 de outubro de 1958, é jornalista e historiador português, iniciou os estudos secundários na Ordem Missionária dos Combonianos e terminou-os no Liceu Eça de Queirós da terra natal.

Em 1977, parte para a União Soviética a fim de cursar História da Rússia e assistir à “construção do comunismo”. Tendo bem mais sorte do que muitos outros estudantes portugueses que foram mandados para os “confins do Império”, pôde levar a cabo os seus estudos na Universidade Estatal de Moscovo (Lomonossov).

Formado em 1983, constituiu família e ficou a residir na URSS, dedicando-se à tradução de obras literárias (Tolstoi, Turgueniev, Erofeev), e políticas (Brejnev, Andropov, Chernenko, Gorbatchov), bem como de filmes de ficção de língua russa para português. A 8 de Agosto de 1989, escreve a primeira crónica para a TSF e, no ano seguinte, com o lançamento do jornal “Público”, torna-se seu correspondente em Moscovo.

Em 2002, começa também a colaborar com a SIC. A longa permanência na União Soviética e, depois, na Rússia, permitiu-lhe assistir e participar num dos períodos mais agitados do séc. XX: a queda da “cortina de ferro” e a formação de novos Estados no Leste da Europa. Presentemente, é correspondente da Agência Lusa, SIC e RDP em Moscovo.

É, juntamente com o jornalista Carlos Fino, um dos correspondentes na Rússia mais destacados da televisão portuguesa. Para isso também contribui a sua voz, extremamente parecida com a do escritor Baptista Bastos, imitada por alguns humoristas portugueses.

O gosto pela História e a vontade de aprofundar o estudo dos “laços entre o Partido Comunista Português e o Partido Comunista da União Soviética” leva-o a realizar trabalhos de investigação nos arquivos soviéticos para o Instituto de Ciências Sociais da Universidade Clássica de Lisboa e Fundação Mário Soares.

A 07 de Janeiro de 2008, defendeu a tese de doutoramento “Influência das ideias liberais espanholas e portuguesas na Rússia” na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, tendo o trabalho sido aprovado por unanimidade. Autor dos livros. “Angola: o princípio do fim da União Soviética” (Vega, 2009), “Samora Machel: Atentado ou Acidente?” (Aletheia, 2010), “A Saga dos Portugueses na Rússia” (Imprensa Nacional Casa da Moeda, 2011)e “O Essencial sobre o Fim do Império Soviético” (Imprensa Nacional Casa da Moeda, 2011), “Португалия: «Здесь русский дух…» Лиссабон” (2012), “Мадейра “Погреб мой гостеприимный Рад мадере золотой” (2013)- estes dois livros em russo foram escritos em conjunto com a mulher, Siiri Milhazes -, “Golpe “Nito Alves” e outros momentos da História de Angola vista do Kremlin” (2013), “O Favorito Português de Pedro o Grande” (2015), “Rússia e Europa: uma parte do todo” (2016), “A Mensagem de Fátima na Rússia” (2016).

Actualmente, é comentador de política externa da SIC e da RDP, colunista no jornal Observador.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close