Peregrinos com Diabetes pelos Caminhos de Santiago

Peregrinos com Diabetes pelos Caminhos de Santiago

527

Caminhar pela Diabetes 2019 é um projeto espanhol que este ano, conta com quinze portugueses que participam de 15 e 19 de junho, em cinco etapas dos Caminhos de Santiago, uma iniciativa da Fundação para a Diabetes de Espanha, com o apoio da Novo Nordisk.

Todos os anos, cada vez mais pessoas decidem deixar a sua pegada nas rotas que constituem os “Caminhos de Santiago”. Este ano, a Fundação para a Diabetes, com o apoio da Novo Nordisk, e associações espanholas de pessoas com diabetes quiseram voltar a calçar os ténis com dois objetivos: o primeiro e mais importante, promover hábitos de vida saudável entre as pessoas com diabetes; e o segundo, treinar para um grande desafio e realizar as cinco etapas dos Caminhos de Santiago.

Desta forma, quinze pessoas com diabetes da Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal (APDP) juntaram-se a esta iniciativa e iniciaram os treinos para desafiar a diabetes e demonstrar que, com a prática diária de atividade física, é possível manter os níveis de glicose no sangue controlados e finalizar com êxito esta jornada. A meta não são os Caminhos de Santiago, de facto, este é só o princípio, pois o objetivo é criar rotinas que levem as pessoas com diabetes a incorporar a atividade física no seu quotidiano.

Ana Mateo, dirigente da Fundação para a Diabetes, agradeceu a todas as associações de doentes e voluntários por colaborarem, motivando e animando os seus associados e toda a população a participar neste projeto, cujo objetivo é a preparação física e mental para caminhar até Santiago, além do reforço positivo para a prática diária de exercício e o reconhecimento do seu papel na gestão, cuidados, educação e prevenção da diabetes.

Após um período de quatro meses de treino, os grupos de peregrinos oriundos de diversas localidades de Espanha, estarão preparados para finalizar com sucesso as cinco etapas do desafio “Caminhar pela Diabetes”. Este desafio decorre entre 15 e 19 de junho e os 100 peregrinos selecionados terão de superar os 109 km que separam as localidades de Neda e de Santiago de Compostela, passando por Pontedeume, Betanzos, Hospital de Bruma e Sigüeiro.

Durante o Caminho, uma equipa de profissionais de saúde voluntários encarregar-se-á de recolher dados relativos ao número de hipoglicemias e hiperglicemias dos peregrinos, associando estas ocorrências ao exercício físico realizado durante a participação no desafio “Caminhar pela Diabetes” e com o objetivo de estudar os efeitos do exercício nos níveis de glicose no sangue.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close