Ponta Delgada homenageou o Senador John Correia

Ponta Delgada homenageou o Senador John Correia

166

Ponta Delgada homenageou o Senador e Comendador John Correia, com a Medalha de Mérito Municipal, reconhecendo “os seus feitos na sua vida e na nossa comunidade”.

Na cerimónia que teve lugar no Salão Nobre dos Paços do Concelho, José Manuel Bolieiro expressou, em nome pessoal e do Município, “a gratidão e o orgulho que temos em toda a nossa comunidade e em cada um que fez das dificuldades uma oportunidade para vencer na vida e honrar as suas origens nos mais longínquos lugares eventualmente adversos quanto a uma primeira chegada”.

Um reconhecimento que é acompanhado por referências concretas. Este ano, sob proposta da Comissão Municipal de Toponímia, Distinções Honoríficas e Património Cultural o Município de Ponta Delgada distinguiu o “ilustre arrifense” John Correia, que já havia recebido a Medalha de Comendador pelo Presidente da República.

Na ocasião, o Presidente do Município enalteceu a capacidade do pontadelgadense João Correia, aprendiz de canalizador nos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento, de “procurar ir longe das circunstâncias atuais, enfrentando novos desafios e construindo novas circunstâncias”. “Das oportunidades que procurou e desafios que encontrou, soube sair vencedor, o que se constitui como um motivo de orgulho para si e para a sua família, mas também para aqueles que foram o seu berço”, sustentou José Manuel Bolieiro.

O edil também destacou o simbolismo de homenagear, na pessoa de John Correia, a diáspora açoriana do sonho americano, em pleno feriado municipal da Segunda-feira do Senhor Santo Cristo dos Milagres e no mais nobre salão da cidade.

“Aos 80 anos de vida extraordinária de João Jacinto Faria Correia faltava acrescentar este dia. Com simbolismo, reconhecimento e memória”, como lembrou José Andrade, autor do livro, lançado ontem, “John Correia – de aprendiz de canalizador a Presidente do Senado”. José Andrade sustentou que a vida de João Correia é um testemunho exemplar de boa cidadania, na família, na profissão, na comunidade e na política.

João Bosco Mota Amaral, autor do prefácio, por seu turno, referiu tratar-se de um livro de “leitura obrigatória para quem se interessa em conhecer a saga dos emigrantes açorianos na América”. “Aqui está um livro que fazia falta: um trabalho de investigação biográfica sobre um emigrante açoriano, contando as peripécias da sua decisão de emigrar, as dificuldades da sua implantação em terras americanas, o grande e meritório esforço para as vencer e, por fim, a evocação do seu sucesso, prestigiando a sua Família e também os nossos Açores, sua terra de origem.”, acrescentou.

John Correia, numa intervenção pautada pela forte emoção associada à gratidão, agradeceu ao Município de Ponta Delgada, na pessoa do seu Presidente, a homenagem. Deixou, igualmente, uma palavra de apreço a todos os que colaboram no livro e recordou alguns episódios da sua vida, evocando familiares e amigos.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close