Portugal coordena projeto "Escolas de Baixo Carbono"

Portugal coordena projeto “Escolas de Baixo Carbono”

356

O Grupo ISQ é uma das quatro entidades nacionais que coordenam o projecto ClimACT “Acting for the transition to a low carbon economy in schools – development of support tools”. Um projeto será implementado em 35 escolas piloto de Portugal, Espanha, França e Gibraltar.

O projeto ClimACT pretende apoiar a transição para uma economia de baixo carbono nas escolas, assentando em quatro linhas de atuação: desenvolvimento de ferramentas de apoio à decisão que permitirão às escolas aumentar sua eficiência energética, através da gestão inteligente de recursos, energias renováveis e alteração de comportamentos; desenvolvimento de modelos de negócio e de novas estratégias de gestão energética para as escolas; desenvolvimento de ferramentas educacionais para a sensibilização em baixo carbono; criação de uma rede temática/Living Lab na região SUDOE (Sudoeste Europeu) para promover a consciencialização e capacitação.

O ClimACT que terá uma duração de 3 anos, vai ser coordenado pelo Centro de Ciências e Tecnologias Nucleares (C2TN), unidade de investigação do Instituto Superior Técnico, sendo o consórcio constituído por 9 entidades europeias: 4 de Portugal, o IST, o ISQ, a Edigreen e a Associação Bandeira Azul da Europa; 2 de Espanha; 2 de França e 1 do Reino Unido (Gibraltar).

O programa Interreg SUDOE visa promover a cooperação transnacional para resolver problemas comuns às regiões do Sudoeste Europeu, estando o projeto ClimACT inserido no eixo prioritário “Economia de Baixo Teor de Carbono”.

O projeto ClimACT tem um orçamento global de cerca de 1,4 milhões de euros e este programa aprovou um financiamento de 993 mil euros (FEDER), dos quais cerca de 450 mil euros serão afetos à participação portuguesa.

O ISQ, através do Sustainable Innovation Centre, unidade que desenvolve investigação aplicada nas áreas de Energia, Ambiente e Segurança, terá como contributo principal para o Projeto a inovação no âmbito dos modelos de negócios para eficiência energética. Neste sentido, irá liderar a criação de uma plataforma para promoção dos investimentos em eficiência energética.

A área da eficiência energética em edifícios tem já uma longa tradição no ISQ, de onde se destaca a participação recente no projeto MOEEBIUS “Modelling optimization of energy efficiency in buildings for urban sustainability” inserido no competitivo programa europeu de apoio à Investigação e Desenvolvimento, o Horizonte 2020.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close