Projeto pioneiro de educação artística em Famalicão

Projeto pioneiro de educação artística em Famalicão

103

Mais de 100 as crianças, vão participar nos meses de julho e agosto, na estreia do ‘ARTcamp 2018’, projeto inovador no campo da Educação Artística em Portugal e que transformou uma quinta nas imediações do centro de Famalicão, em Requião, num espaço em que todos os detalhes foram idealizados para potenciar fatores como a criatividade, a expressão individual e a capacidade de representação gráfica.

Implementado pel’A Casa Ao Lado’, centro artístico que desde 2005 tem vindo a desempenhar um papel ativo na dinamização cultural da cidade, o conceito do projeto ‘ARTcamp 2018’ assume uma vocação pedagógica, recorrendo às diferentes formas de expressões artísticas para dar largas à criatividade dos mais jovens.

“O programa do ‘ARTcamp 2018′ vai proporcionar o contacto e a experimentação de atividades do campo artístico tão diversas como a pintura de murais, escultura e modelação de peças em barro, passando pela azulejaria, pirogravura e até Land Art, uma técnica em que os elementos presentes no meio ambiente são trabalhados de forma a que as obras de arte produzidas se integrem na própria Natureza”, conta Ricardo Miranda, diretor artístico d’A Casa Ao Lado’.

A partir do próximo domingo, 15 de julho, a Quinta d’A Casa Ao Lado’ abre as portas aos primeiros “artistas”, que serão divididos em dois grupos – Artistas de palmo e meio (dos 6 aos 11 anos) e Jovens artistas (dos 12 aos 16 anos). O programa de atividades terá a duração de 5 dias e, até ao final do mês de agosto, a quinta acolherá, todas as semanas, novos grupos de crianças e jovens.

“Procuramos alertar as nossas crianças e jovens para as realidades que existem à sua volta, fomentando as suas capacidades interventivas para as transformar, desenvolvendo um espírito crítico e criativo. Os estímulos à exploração do lado artístico destas crianças e jovens serão uma constante, pois todas as manhãs, tardes e inícios de noite contemplam atividades criteriosamente delineadas para, de uma forma divertida, os colocar em contacto com os elementos da arte e do grafismo”, explica Ricardo Miranda.

Entre outras atividades, os programas semanais do ‘ARTcamp 2018’ incluem uma caminhada cultural de 5 Km, de Requião à Pousada de Saramagos, sessões de oficina dedicadas à aprendizagem e experimentação das técnicas utilizadas por artistas nacionais contemporâneos, como o grafitter Vhils e o artista de rua Bordalo II, e visitas à Fundação José Rodrigues e à Fundação Castro Alves.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close