Seminário sobre Terrorismo e Fraude Alimentar

Seminário sobre Terrorismo e Fraude Alimentar

448

O Seminário “Terrorismo e Fraude Alimentar” promovido pela SGS Portugal decorre em duas sessões, a primeira em Lisboa a 4 de julho e a segunda em Vila Nova de Famalicão, a 5 de julho.

Organizado pela SGS em parceria com a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, com a FIPA – Federação das Indústrias Portuguesas Agro-Alimentares e com a Revista TecnoAlimentar, este seminário está centrado na defesa alimentar, abordando vários aspetos desta temática, como as vulnerabilidades do setor alimentar, a certificação do produto e as medidas que podem ser tomadas para reduzir o risco de adulteração dos alimentos.

Estes temas serão discutidos por um vasto painel de oradores constituído por especialistas da indústria e por representantes das entidades oficiais da ASAE e do Observatório do Terrorismo.

Nestas sessões será ainda apresentado o livro “Food Defense – Sistemas de Gestão contra o terrorismo alimentar” de Paula Severino e Domingos Almeida, seguindo-se um momento de networking com os autores.

As inscrições para o Seminário são gratuitas, porém, obrigatórias. Para mais informações e inscrição, consultar: fraudealimentar.wordpress.com/

Sobre a SGS

A SGS Portugal faz parte do Grupo SGS, líder mundial em inspeção, verificação, testes, formação e certificação, que conta com 2000 escritórios e laboratórios e 90 000 colaboradores em todo o mundo.

Fundada em 1878, a SGS está sedeada em Genebra, na Suíça. Em Portugal desde 1922, a SGS está presente em todo o território nacional, incluindo Açores e Madeira, através de uma rede de 7 escritórios e laboratórios.

As soluções da SGS abrangem todos os setores de atividade, incluindo os produtos e serviços em que os consumidores confiam no seu quotidiano. Para mais informações, por favor, visite www.sgs.pt

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close