SottoMayor Residências recebe Prémio Reabilitação Urbana

SottoMayor Residências recebe Prémio Reabilitação Urbana

196

O empreendimento SottoMayor Residências, em Lisboa, foi distinguido com o Prémio Nacional de Reabilitação Urbana 2019 nas categorias Melhor Intervenção de Uso Residencial e de Melhor Reabilitação Estrutural. A cerimónia decorreu ontem, dia 9 de maio, no antigo Museu dos Coches, em Lisboa.

Desenvolvido pela Coporgest – Companhia Portuguesa de Gestão e Desenvolvimento Imobiliário SA, o SottoMayor Residências é considerado a maior obra de reabilitação residencial urbana dos últimos 15 anos em Lisboa. Adquiridos, em 2013, em estado de ruína pela Coporgest, os três edifícios originais dos anos 20 foram alvo de uma renovação integral. No total, foram mais de 26 mil metros quadrados de área bruta de construção que deram vida a um imponente empreendimento de luxo composto por 97 apartamentos (distribuídos por quatro edifícios), três lojas, jardins e piscina, localizado na Avenida Duque de Loulé.

Ao Prémio Nacional de Reabilitação Urbana, o icónico empreendimento soma ainda duas importantes distinções, o de “Melhor Habitação” pelo Prémio Nacional do Imobiliário 2019 e o de “Best Residencial Renovation/Redevelopment Portugal 2016-2017”, pelos European Property Awards Development.

O Prémio Nacional de Reabilitação Urbana promovido pela Vida Imobiliária e pela Promevi, distingue as intervenções de excelência com maior impacto na requalificação das cidades e na comunidade. Nesta 7.ª edição, participaram 80 projetos (48 de habitação) de norte a sul do país, distribuídos em 10 categorias. Os vencedores foram escolhidos por um júri independente, do qual fazem parte João Duque, os arquitetos João Santa-Rita e João Carlos Santos, e os engenheiros Manuel Reis Campos e Vasco Peixoto de ,

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close