Talentos Portugueses no BioCamp 2016 da Novartis

Talentos Portugueses no BioCamp 2016 da Novartis

272

Jovens talentos portugueses, vão representar o país no BioCamp 2016, um seminário de quatro dias, que reúne em agosto, na sede da Novartis, em Basileia, um grupo restrito de 60 estudantes de todo o mundo.

Sofia Couto da Rocha e Pedro Rosa da Cruz são os dois jovens, que para além dos contatos e do encontro com um grupo de jovens talentos de vários países, tem a oportunidade de conhecer a Novartis e os seus líderes, concorrem ainda à possibilidade de realização de um estágio na Novartis.

Para selecionar os dois participantes para a edição deste ano, a Novartis Portugal realizou, pelo segundo ano consecutivo, um BioCamp local, que juntou 14 estudantes portugueses na sede da empresa no Taguspark durante dois dias.

Das mais de 100 candidaturas recebidas de jovens portugueses, 14 foram convidados a passar dois dias na empresa, a conhecerem melhor as atividades da Novartis e a trabalhar em grupo para desenvolver um caso que lhes permitiu demonstrar os seus conhecimentos e espírito empreendedor.

Sofia Couto da Rocha tirou o curso de Medicina na Universidade Nova de Lisboa e finaliza este ano o Lisbon MBA. Encontra-se atualmente no seu segundo ano de internato de Medicina Interna no Centro Hospitalar do Algarve, onde também desenvolveu projetos de investigação clínica em articulação com o departamento de Dermatologia. É ainda a fundadora e gestora de uma startup que alia design e saúde.

Pedro Rosa da Cruz tirou o curso de Ciências Farmacêuticas no Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz e está a terminar o mestrado em gestão da Universidade Católica.

O BioCamp é um programa pioneiro que tem como objetivo atrair jovens talentos de universidades, oferecendo-lhes a possibilidade de conhecer melhor a indústria farmacêutica, em especial a Novartis, contactando com os representantes de topo da empresa e gerando uma aproximação à biotecnologia. Ao interagir com um conjunto de gestores experientes, investigadores de sucesso e outros especialistas, os alunos aprendem o que é preciso para criar os avanços biotecnológicos que estão realmente a mudar o mundo. É também uma oportunidade para construir uma rede de contactos com outros estudantes de todo o mundo.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close