Travel Photographer of the Year expõe no Paque da Pena

Travel Photographer of the Year expõe no Paque da Pena

292

O Picadeiro do Parque da Pena vai receber a exposição fotográfica do concurso internacional Travel Photographer of the Year (TPOTY).

Na estreia desta exposição em Portugal, promovida pela Parques de Sintra, há uma portuguesa vencedora: Ana Abrão premiada pela melhor imagem individual de portefólio na categoria “Celebração da Humanidade”, com o retrato de uma mulher a segurar uma foto instantânea com outro retrato de si própria.

A 15.ª edição do TPOTY, a principal competição e exposição mundial de fotografia de viagem, criada em Inglaterra, em 2003, recebeu este ano mais de 20 mil imagens provenientes de 129 países que celebram a humanidade, a paisagem, o ambiente e a vida selvagem no planeta.

O romântico e misterioso cenário do Parque da Pena, em Sintra, vai expor a céu aberto, de 2 de junho a 26 de agosto, 39 das fotografias vencedoras, entre as quais a de Ana Abrão.

Além de Ana Abrão, dois outros portugueses distinguiram-se neste concurso. Joel Santos, que na edição de 2016 foi o grande vencedor do prémio internacional Travel Photographer of the Year, teve agora duas menções especiais na categoria “Clima e Planeta”, enquanto uma fotografia de Enrico Villa conseguiu uma menção honrosa na categoria “Cores Primárias”. As imagens premiadas foram conhecidas em dezembro de 2017 e serão exibidas, durante o ano de 2018, em algumas exposições Internacionais.

Aos 52 anos, a luso-brasileira Ana Abrão sempre teve um apetite especial por viagens e fotografias, ingredientes que lhe valeram esta distinção no TPOTY. «Saí de Portugal com um bilhete de ida para a Índia, sem planos ou programa definido, e com total liberdade para deixar que o fluxo dos acontecimentos ditasse o roteiro. E então apaixonei-me pela Ásia e o que era para ser uma volta ao mundo, acabou por ser uma volta à Ásia», conta a fotógrafa portuguesa de origem brasileira. Durante um ano, um mês e uma semana, Ana vagueou por nove países – Índia, Nepal, Myanmar, Camboja, Laos, Tailândia, Malásia, Singapura e Indonésia – e duas regiões asiáticas – Bornéu e Sulawesi –, mas foi na Índia, num lugar bastante isolado junto à fronteira paquistanesa, no norte do estado de Gujarate, que conseguiu captar a imagem vencedora. Através da sua lente, contou um pouco da história das mulheres da etnia Patel. «Esta senhora viu-me passar à porta de sua casa e convidou-me a entrar. Despertou-me a atenção o facto de ela usar a indumentária tradicional Patel completa, além de as pulseiras à volta do braço. Contou-me que as recebeu do marido há 50 anos como presente de casamento. São pulseiras permanentes, soldadas depois de colocadas no braço. Também utiliza tornozeleiras de prata, feitas à medida e também permanentes, oferecidas juntamente com as pulseiras. Juntas, pesam um quilo e meio. Para a cultura indiana, estes são símbolos de resignação e de respeito».

Ana titulou esta imagem de “O peso da tradição” e conta ter sentido o calor humano de uma Ásia genuína, fora dos roteiros turísticos, onde viu provavelmente aqueles que serão os últimos vestígios culturais de várias minorias étnicas. «Por exemplo, as mulheres da etnia Patel mudam as vestimentas a partir do momento em que se casam. Algumas peças do vestuário ou dos acessórios que utilizam têm significados específicos. Ao que consta, utilizam vestidos vermelhos depois dos 50 anos. Antes disso, utilizam vestidos pretos. A senhora retratada é a última da família a manter a indumentária Patel. As gerações seguintes já não se interessam, preferem o estilo ocidental».

A fotografia de Ana Abrão, vencedora de Melhor Imagem Individual da categoria “Celebração da Humanidade”, junta-se assim a mais 38 imagens captadas em contexto de viagem durante o ano de 2017. O belga Alain Schroeder foi o grande vencedor do prémio internacional Travel Photographer of the Year, distinguindo-se pelas reportagens fotográficas sobre o kushti, a tradicional luta livre indiana, e os rituais associados à morte em Toraja, na Indonésia, com um portefólio de oito fotografias no total.

No Picadeiro do Parque da Pena, estarão ainda em exposição imagens premiadas nas categorias “Clima e Planeta”, “Histórias de Aventura”, “Sabores do Mundo”, “Smart Shot / iTravelled” e “Cores Primárias”. As inscrições para a 16.ª edição do TPOTY já estão abertas (www.tpoty.com).

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close