Trial 4x4 - Cláudio Ferreira foi o vencedor em Valongo

Trial 4×4 – Cláudio Ferreira foi o vencedor em Valongo

226

O Campeonato Portugal de Trial 4×4 2019, que arrancou no fim de semana em Valongo, teve no campeão nacional Cláudio Ferreira (auto Higino) o vencedor do dia, liderando desde cedo, concluindo como vencedor na classe Super Proto e Absolutos. Após esta peimeira prova do campeonato, Cláudio Ferreira e João Lucas são os líderes da classe Absoluto e da Super Proto com 25 pontos.

O madeirense Laurindo Mendonça (Sem Stress), terminou na segunda posição da Super Proto, a 1 volta do líder, na primeira vez do piloto na dura pista de Valongo. O piloto foi 2.º na classe Super Proto e 3.º em termos Absolutos. Outro madeirense completa o pódio da classe Super Proto. Depois de muitas modificações este foi o primeiro teste para o Crawler Jimny 4×4 de Sérgio Ferreira (Full Stress), que vai fazer todo o CPT4x4 2019.

Na classe Proto, Marcelo Lopes (Team Lucrofusão) chegou, viu e venceu. Depois de um ano de ausência do campeonato, o ex-navegador chegou a Valongo acompanhado pelo experiente Miguel Costa e deu muita luta ao campeão, somando ao ouro da Proto a prata termos Absolutos. Saem de Valongo com os 25 pontos da vitória e 1 ponto extra pela vitória no prólogo. Lideram por isso a classe Proto com 26 pontos.

Rui Rocha (Team RJ69) também está de regresso à competição. O piloto de Arouca teve um dia muito agitado com um capotanço no prólogo e vários problemas mecânicos durante a resistência. Mesmo assim completou 9 voltas à pista e conseguiu o segundo lugar da classe Proto.

Bruno Fernandes (Team JMF) completa o pódio em Proto. Depois de ter sido operado a um joelho há apenas 6 semanas o piloto competiu algo condicionado. Ainda assim terminou com as mesmas voltas do segundo classificado, mas a 4 minutos e 33 segundos.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close