Vídeo "Give Us a Break" da APCC combate estereótipos

Vídeo “Give Us a Break” da APCC combate estereótipos

838

A Associação de Paralisia Cerebral de Coimbra (APCC) lançou em parceria com a organização húngara EgyüttHató Egyesület e a produtora CASOTA Collective, uma campanha no âmbito do projeto europeu “Here We Are”, que pretende dar visibilidade às pessoas com deficiência, aos seus desejos e necessidades, dentro das comunidades em que se inserem.

A produtora CASOTA Collective foi a responsável pela criação de “Give Us a Break”, um vídeo promocional que procura suscitar a discussão sobre a necessidade de contrariar os estereótipos que continuam presentes na sociedade.

Os protagonistas deste vídeo foram o André Vitorino, o Bernardo Vieira e o Diogo Sacramento, três jovens utentes da Associação que, juntamente com o Ivo Rodrigues, integraram aquele projeto europeu.

O video “Give Us a Break”, produto do esforço coletivo de criação que também contou com o Gabinete de Voluntariado e o Departamento de Expressão Plástica da APCC, foi dado a conhecer no sábado passado (6 de outubro), Dia Mundial da Paralisia Cerebral, numa ação que pretende promover a inclusão através do combate aos estereótipos.

“Give Us a Break” pode ser visto no site da APCC, em www.apc-coimbra.org.pt, ou nas suas páginas de Facebook (www.facebook.com/APCCoimbra) e YouTube (www.youtube.com/APCCoimbra).

No âmbito do projeto “Here We Are”, e cumprindo o seu propósito de ter uma forte vertente pública, através da utilização das redes sociais, Internet e comunicação social, foram ainda realizadas diversas outras atividades, como um debate sobre o olhar dos Media e da sociedade sobre as pessoas com deficiência em maio de 2017 ou a iniciativa “És Capaz?”, que permitiu experimentar diversos jogos do género sala de fuga que simbolizavam os obstáculos do quotidiano em abril de 2018, entre outras.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close