VORTEX o novo centro de aceleração de sistemas ciber-físicos

273

A Altran, especialista em Serviços de Investigação e Desenvolvimento, apresentou o VORTEX, um Centro de aceleração e transferência de tecnologia de sistemas ciber-físicos e cibersegurança em Portugal, que pretende afirmar-se como uma referência europeia no mercado dos serviços de conceção de novos dispositivos.

VORTEX pretende criar um ecossistema colaborativo entre centros de investigação, startups e líderes industriais que explorem as tendências tecnológicas emergentes e as apliquem no desenvolvimento de novos produtos que respondam aos novos desafios dos mercados.

No lançamento estiveram presentes o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, Cyril Roger, Vice-Presidente do Grupo Altran, Célia Reis, CEO da Altran Portugal e Rodrigo Maia, CTO da Altran Portugal e Director Executivo do VORTEX, que salientaram os benefícios deste iniciativa, pela cocriação e transferência de tecnologias de laboratórios de investigação para parceiros da indústria.

Rodrigo Maia, CTO da Altran Portugal e Director Executivo do VORTEX, refere que “O Vortex permitirá antecipar tendências das tecnologias do futuro, trazendo para o mesmo centro as unidades de investigação e os fabricantes europeus, impulsionando assim uma efetiva transferência de conhecimento e cocriação de novos produtos nos setores de Automóvel, Aeroespacial, Telecomunicações, Dispositivos Médicos e Energia. A iniciativa irá arrancar nas instalações da Altran Portugal e, ao longo de 2019, terá um espaço próprio perto do nosso pólo tecnológico em Gaia. Para já, o projeto arranca com uma equipa de 10 colaboradores que saem dos diferentes parceiros e iremos contratar até 2022, mais 35 recursos altamente qualificados, maioritariamente Mestres de Doutorados.”

Para o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, o VORTEX “representa criar emprego com transformação digital, através de um novo tipo de instituições que vêm estimular a partilha de risco entre os sectores público e privado em investir no conhecimento e na co criação de emprego.”

Este projeto é liderado pela Altran Portugal, em associação com a Universidade Nova de Lisboa (UNL), através do NOVALincs, com o Intituto Politécnico do Porto/Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP/IPP) através do CISTER, com Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores- Tecnologia e Ciência (INESC TEC) através do HASLab e a plataforma de inovação Beta-i, o

O VORTEX, vai investir em programas anuais de aceleração, focados em elevar o nível de maturidade tecnológica de novos resultados de investigação que saem dos parceiros científicos, e que demonstrem a sua aplicabilidade em novos produtos industriais. A Altran, por seu lado, fará a aproximação inicial dos seus clientes a esta nova, e disruptiva capacidade de cocriação industrial, fomentando e promovendo a venda de serviços de cocriação e coconcepção no domínio dos sistemas cíber-físicos e da cibersegurança aos seus clientes.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


CAPTCHA Image

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close