Home » Sociedade » Not√≠cia* » 8.¬ļ Portugal de L√©s-a-L√©s Off-Road est√° na estrada
8.¬ļ Portugal de L√©s-a-L√©s Off-Road est√° na estrada

8.¬ļ Portugal de L√©s-a-L√©s Off-Road est√° na estrada

O 8.¬ļ Portugal de L√©s-a-L√©s Off-Road, que longe de ser uma competi√ß√£o √©, t√£o somente, um passeio mototur√≠stico que vai ligar Penafiel a Portim√£o, at√© quarta-feira (4), com paragens na Figueira da Foz e Estremoz.

S√£o cerca de 900 quil√≥metros por alguns dos mais bonitos trilhos por trilhos e caminhos, entre vinhas e olivais, soutos e carvalhais, por serras e vales. Ex-pilotos que n√£o resistem, a cada ano, ao desafio lan√ßado pela Federa√ß√£o de Portugal de Motociclismo para se juntarem a centenas de outros motociclistas num evento tur√≠stico que oferece uma oportunidade √ļnica de descobrir o Pa√≠s fora dos trajetos convencionais.

E essa √© mesmo a grande motiva√ß√£o de ‚ÄėKees‚Äô van der Ven, um neerland√™s que foi uma das grandes figuras do motocross mundial nas d√©cadas de 1980 e ‚Äô90. Nascido em Bakel, uma pequena vila no sul dos Pa√≠ses Baixos, a poucos quil√≥metros de Eindhoven, van der Ven, mudou-se em 2015 para Louri√ßal, uma vila no concelho de Pombal com dimens√£o semelhante √† sua terra natal. ‚ÄúPoder andar de moto no monte com mais facilidade foi um dos principais motivos da mudan√ßa, al√©m de Portugal ter bom tempo, boa comida e muito sol‚ÄĚ. Mas para Cornelius Egidius Maria van der Ven esta ser√°, aos 66 anos, uma oportunidade √ļnica para conhecer o Pa√≠s de uma forma diferente.

Com 17 triunfos em provas do Mundial de Motocrosse de 125, 250 e 500 cc, terminou por 6 vezes entre os tr√™s primeiros do Campeonato do Mundo das tr√™s classes e ganhou em cinco ocasi√Ķes a mais m√≠tica corrida em pisos de areia, o Enduro de Le Touquet. Tamanho palmar√©s que, para l√° da experi√™ncia de condu√ß√£o, de pouco contar√° para o Portugal de L√©s-a-L√©s Off-Road. ‚ÄúO primeiro objetivo √© mesmo a divers√£o com um grupo de amigos, incluindo o Gilberto (Jord√£o) que deu a conhecer este evento e desafiou-me para estar presente. Quanto ao resto, do percurso ou paisagens n√£o sei o que esperar‚ÄĚ.

Muita √°gua na bagagem e √°rvores para reflorestar Portugal

Claro que poderia sempre pedir umas dicas aos laureados Paulo Marques, Miguel Farrajota, Ant√≥nio Oliveira ou Bernardo Villar, participantes ass√≠duos da grande travessia do mapa nacional por estrad√Ķes de terra batida, travessias a vau e alguns caminhos de cabras. Pilotos de renome, todos com muitos t√≠tulos nacionais, que marcaram presen√ßa nas Verifica√ß√Ķes T√©cnicas, no Pavilh√£o de Feiras e Exposi√ß√Ķes de Penafiel, espa√ßo habituado a receber grandes eventos como √© o caso da Agrival, uma das maiores e mais importantes feiras agr√≠colas do Pa√≠s. E de onde, amanh√£ bem cedo, come√ßar√£o a partir as mais de 300 motos, organiza√ß√£o inclu√≠da, rumo √† Figueira da Foz, num dia que se prev√™ extremamente quente, com pisos duros e muito p√≥, com a Organiza√ß√£o aconselhar os participantes √† ingest√£o de muita √°gua.

Primeira etapa que vai terminar na marginal figueirense (Av. de Espanha) mesmo junto ao Forte de Santa Catarina, a partir do meio da tarde. Antes disso, por√©m, por voltas das 11.30 h., tempo para dar continuidade √† 5.¬™ campanha Reflorestar Portugal de L√©s-a-L√©s, com a planta√ß√£o de dois carvalhos na Escola EB 1 das Abadias, em cerim√≥nia que contar√° com o apoio de mais de 70 alunos do 3.¬ļ e 4.¬ļ ciclos. Iniciativa que visa alertar para a necessidade de revitaliza√ß√£o da floresta portuguesa, extremamente flagelada pelos fogos nos √ļltimos anos. A√ß√£o de sensibiliza√ß√£o que se diferencia pela aposta em reabilitar a floresta da forma mais correta e equilibrada, oferecendo esp√©cies aut√≥ctones √†s popula√ß√Ķes dos locais por onde passa a caravana dos aventureiros mototuristas.

Solidariedade de Portugal at√© √† G√Ęmbia

Mas houve outro campe√£o que deu nas vistas em Penafiel, enquadrado pela exposi√ß√£o comemorativa dos 40 anos de um nome m√≠tico do todo-o-terreno: a Yamaha T√©n√©r√©. Pol Tarr√©s √© piloto de trial e hard-enduro, famoso pela participa√ß√£o em competi√ß√Ķes por esse mundo fora aos comandos de uma ‚Äėbig-trail‚Äô, incluindo alguns dos mais duros eventos mundiais. Com fama redobrada pelos in√ļmeros v√≠deos onde mostra como ‚Äėbrincar‚Äô com uma m√°quina de enduro de 200 kg, o sobrinho do m√≠tico Jordi Tarr√©s, sete vezes campe√£o do Mundo de Trial, est√° evento da Federa√ß√£o de Motociclismo de Portugal, a convite da Yamaha Motor Portugal. E se no dia das Verifica√ß√Ķes T√©cnicas limitou-se a assinar aut√≥grafos, tirar fotografias e conversar com os muitos f√£s, maior responsabilidade ter√° na ter√ßa-feira, no O√°sis da Yamaha em Tomar, onde assinar√° e proceder√° √† entrega de uma moto muito especial.

Trata-se de uma exclusiva Yamaha T√©n√©r√© 700 World Rally, recheada de acess√≥rios, cuja receita do leil√£o reverte integralmente a favor do programa Riders for Health G√Ęmbia. M√°quina decorada como a primeira moto utilizada em competi√ß√£o pelo espanhol e, al√©m da assinatura personalizada do piloto, conta com sa√≠da de escape Akrapovic, assento plano de 2 pe√ßas tipo rali, prote√ß√Ķes das carenagens laterais em borracha, guarda-lamas elevado, apropriado para utiliza√ß√£o fora de estrada, prote√ß√Ķes de radiador, c√°rter e corrente. A√ß√£o solid√°ria que apoia a manuten√ß√£o da frota de motos utilizada para distribuir artigos de preven√ß√£o essenciais, tais como redes mosquiteiras para a preven√ß√£o da mal√°ria, al√©m de permitirem a abertura regular de cl√≠nicas de vacina√ß√£o contra v√°rias doen√ßas

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.