Home | Sítios & Viagens | Turistas | A Airbnb lança o Guia ‘Bem-vindo a Lisboa’
A Airbnb lança o Guia 'Bem-vindo a Lisboa'

A Airbnb lança o Guia ‘Bem-vindo a Lisboa’

O guia Bem-vindo a Lisboa que está a ser lançado pela Airbnb, pretende ajudar os anfitriões a interagir com os seus hóspedes com dicas fáceis de como viver como um local, respeitando os diferentes bairros e comunidades. Este guia faz parte do compromisso de turismo responsável anunciado para apoiar a recuperação das viagens e fomentar um turismo mais sustentável.

À medida que o mundo passa por uma revolução na forma como vivemos e trabalhamos, mais pessoas fundem a vida com as viagens, e a Airbnb torna isso possível. Esta iniciativa é dirigida aos hóspedes que se encontram na capital portuguesa, quer estejam de visita por alguns dias ou permaneçam mais tempo enquanto trabalham e vivem na cidade. O guia conterá informações relevantes fornecidas por anfitriões, como a utilização de transportes públicos, onde experimentar alimentos produzidos por empresas locais e como reduzir e reciclar o lixo, entre outros.

Só em 2021, em Portugal houve um crescimento de quase 90% nas estadias de longa duração através da Airbnb, em comparação com 2019, sugerindo que as pessoas estão a abraçar a nova flexibilidade encontrada para viver e trabalhar em qualquer lugar. Como resultado, as pessoas estão a estender-se a milhares de vilas e cidades, permanecendo durante semanas, meses, ou mesmo estações do ano completas.

Lisboa e Porto são os destinos com as viagens com estadias de longa duração mais reservadas em 2021 dentro de Portugal. A terceira e quarta com mais estadias de longa duração reservadas são Lagos (Algarve) e Funchal (Madeira). Os anfitriões em Portugal estão também conscientes da procura deste tipo de estadias e Lisboa e Porto apresentam a maior percentagem de alojamentos que estão prontos para acolher estadias de longa duração, com quase 50% da oferta com a possibilidade de reservar este tipo de estadias1.

Para os cidadãos de toda a UE, ser anfitrião na plataforma Airbnb representa uma oportunidade económica significativa – para complementar o rendimento existente e para distribuir mais benefícios económicos pelas comunidades europeias. Os anfitriões na UE acolheram mais hóspedes na Airbnb do que em qualquer outra região do mundo e ganharam mais de 35 mil milhões de euros (40 mil milhões de dólares) ao alugarem as suas casas na Airbnb, tendo a grande maioria dos anfitriões apenas um anúncio. A atividade da Airbnb atrai um tipo de viajante que permanece mais tempo, gasta mais dinheiro no destino e impulsiona as empresas locais. De acordo com a Oxford Economics, os hóspedes na Airbnb apoiaram mais de 13.300 empregos em Lisboa, em 2019.

Dezenas de destinos em todo o mundo já têm políticas em vigor para permitir aos estrangeiros trabalhar remotamente com facilidade. Como parte disto, a Airbnb lançou o Viver e Trabalhar em Qualquer Lugar, uma iniciativa para estabelecer parcerias com governos e organizações de marketing de destinos.

A Airbnb trabalha com centenas de governos em todo o mundo e faz parcerias com cidades e comunidades locais. Dessa forma, a plataforma anunciou no final de 2021 uma série de iniciativas para apoiar a recuperação das viagens e fomentar um turismo mais sustentável. Além da distribuição do guia Bem-Vindo a Lisboa, esse compromisso incluiu ainda a implementação de um programa de controlo de ruído, a implementação da Linha de Apoio ao Bairro, o lançamento do Portal da Cidade em Lisboa e o lançamento da Tecnologia de Reservas de Alto Risco para ajudar a combater as festas perturbadoras e outros distúrbios para a vizinhança.

Partilhe:

One comment

  1. Interessante ter Lisboa e Porto como osdestinos com as viagens com estadias de longa duração mais reservadas em 2021 dentro de Portugal.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.