Home » Sa√ļde » A arritmia que pode causar um AVC
A arritmia que pode causar um AVC
A arritmia que pode causar um AVC

A arritmia que pode causar um AVC

A fibrilhação auricular é a arritmia mais frequente com uma prevalência superior a 10% na população com mais de 75 anos de idade e podendo ocorrer em mais de 1% na população em geral.

A fibrilha√ß√£o auricular reduz a qualidade de vida e aumenta a mortalidade por patologia cardiovascular bem como o n√ļmero de hospitaliza√ß√Ķes. H√° ainda a salientar ser uma importante causa de acidentes vasculares cerebrais isqu√©micos e pode estar relacionada com problemas de dem√™ncia e depress√£o.

A sua manifesta√ß√£o cl√≠nica depende da patologia card√≠aca subjacente mas √© fundamentalmente a sensa√ß√£o de altera√ß√£o do ritmo card√≠aco, nomeadamente palpita√ß√Ķes irregulares.

No diagnóstico de fibrilhação auricular é importante o registo eletrocardiográfico para documentar o ritmo de fibrilhação auricular de modo a iniciar um tratamento correto.

O registo pode ser feito principalmente por um eletrocardiograma em repouso ou por um exame de Holter ‚Äď registo eletrocardiogr√°fico em ambulat√≥rio.

Também salientamos que a fibrilhação auricular progride na maioria das vezes de episódios curtos para períodos mais longos até à fibrilhação auricular paroxística persistente / permanente.

O tratamento deve ter uma abordagem integrada, mas o doente tem um papel fundamental no cumprimento da terap√™utica que consta essencialmente na terap√™utica anticoagulante para poder prevenir a maior parte dos acidentes vasculares cerebrais isqu√©micos ‚Äď nos doentes com essa indica√ß√£o. Todos os anticoagulantes existentes no mercado s√£o eficazes, mas h√° uma recomenda√ß√£o nos doentes eleg√≠veis para os novos anticoagulantes orais.

Os antiplaquetarios são inferiores aos anticoagulantes e não são recomendados para a prevenção do acidente vascular cerebral nos doentes com fibrilhação auricular.

O tratamento também inclui medicamentos antiarrítmicos para controlo da frequência cardíaca e do ritmo e há ainda a ablação por cateter que pode ser considerada terapêutica eficaz para doentes selecionados.

Ernesto Carvalho / Cardiologista

A semana da consciencialização para a fibrilhação auricular decorre de 18 a 24 de novembro.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.