A Sociedade Portuguesa de Oftalmologia recomenda!

830

Com a chegada do inverno e intensificação das baixas temperaturas, a Sociedade Portuguesa de Oftalmologia recomenda atenção redobrada à saúde ocular.

“Mais do que nunca, o inverno é uma época para ter muita atenção à saúde ocular. As condições do frio desta época do ano podem levar a problemas oculares graves se não forem tratados”, explica Maria João Quadrado, presidente da SPO.

No inverno, tal como no verão, a SPO recomenda a proteção dos raios UVA e UVB com óculos de sol, de forma constante, sempre que em presença de exposição solar. A proteção da pele em torno dos olhos também é essencial, daí a recomendação de utilização de protetores solares de índice elevado, como Fator de Proteção Solar (FPS) 50 ou superior.

É fundamental usar óculos de sol com lentes polarizadas, que diminuem a luz refletida e aumentam o contraste dos objetos, para evitar queimaduras na córnea e na retina.

Não recorra a óculos de sol de praia, pois estes são desenvolvidos para serem utilizados em temperaturas quentes e o seu material muitas vezes não resiste ao frio. Se descurar os cuidados com os olhos na neve, a córnea e a conjuntiva, as estruturas mais externas do olho, podem sofrer queimaduras solares e provocar a chamada “cegueira da neve”.

O ar das montanhas é mais seco, provoca alguma intolerância às lentes de contacto. Se utiliza lentes é importante que hidrate os olhos 4-5 vezes por dia com lágrimas artificiais.

Desportos em que haja poeira excessiva no ar, podem dificultar a utilização de lentes de contacto. Utilize uma viseira a cobrir os olhos.

Atenção a reações pós-cirúrgicas. Algumas cirurgias, como a queratotomia radiaria, que se efetuava para correção da miopia, podem revelar complicações devido à baixa pressão atmosférica das grandes altitudes. Em altitudes acima de 5.000 metros é possível que os pequenos vasos da retina rompam, originando pequenas hemorragias e provocando a retinopatia da altitude. Por norma estas hemorragias são absorvidos entre 2 a 8 semanas após a descida às altitudes normais.

Quando em presença de olhos vermelhos, ardor, sensação de corpo estranho ou visão enevoada, deve consultar-se imediatamente um oftalmologista

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close