Home | Atualidade | Nacional | Alerta para a oferta de crédito fácil nas redes sociais
Alerta para a oferta de crédito fácil nas redes sociais

Alerta para a oferta de crédito fácil nas redes sociais

O Banco de Portugal alerta para oferta de “crédito fácil através das redes sociais”, especialmente no Facebook, onde são promovidas “supostas concessões de empréstimos fáceis”.

A nota do BP, refere que existem “situações em que pessoas coletivas ou singulares propõem “empréstimos”, para os quais exigem contrapartidas, ou o pagamento de valores monetários, usando os mais diversos argumentos justificativos.

“Os autores da publicação usam, por vezes, e indevidamente, o nome e a imagem de instituições financeiras autorizadas ou de pessoas singulares reconhecidas publicamente, credíveis, para gerar confiança nos potenciais clientes”.

Captado o interesse do cliente, geralmente pessoas em situação financeiramente critica, a necessitar urgentemente de obter liquidez, “são solicitadas informações pessoais e cópias de documentos, destinadas a dar credibilidade ao pedido, como nome completo, morada, número de identificação fiscal e/ou cópia de um documento de identificação, recibos de vencimento, entre outros”.

“Após comunicar os termos do empréstimo, tais como o valor, os juros e o montante das prestações mensais, os quais são dados a conhecer em forma de texto ou através de supostos contratos, na sua maioria, falsificados, estas entidades solicitam o adiantamento de uma verba para que o montante do empréstimo seja supostamente disponibilizado”.

“Estes adiantamentos são, muitas vezes, classificados como “pagamento de seguro”, “quantia necessária para libertação do crédito”, “taxa de transferência internacional” ou “pagamento de impostos”. Após o pagamento destes adiantamentos, sucedem-se, com frequência, novos pedidos de dinheiro, a pretexto de diversas justificações, que são, muitas vezes, acompanhados de presumíveis comprovativos falsificados de transferências bancárias do montante do empréstimo solicitado”.

Estas propostas de empréstimo configuram esquemas fraudulentos que visam a obtenção de um benefício ilegítimo por entidades não autorizadas a conceder empréstimos, as quais, de uma forma ardilosa, se aproveitam da situação de especial necessidade das pessoas.

Em caso de dúvida, as pessoas afetadas ou envolvidas neste tipo de negociação, devem contactar o Banco de Portugal, através do formulário disponível no site do Banco ou enviando um e-mail para info@bportugal.pt.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.