Amadora aprovou Orçamento e Opções para 2020

Amadora aprovou Orçamento e Opções para 2020

167

O Orçamento para 2020 aprovado pela Assembleia Municipal da Amadora, com um valor de cerca 97,5 milhões de euros, corresponde a um valor superior em 3,3%, relativamente ao ano em exercício.

Segundo a nota enviada às redações, “este é um orçamento que mantém a intransigência na manutenção da sustentabilidade financeira, o que permite continuar a realizar investimentos em áreas prioritárias, mantendo a tendência de desagravamento fiscal sobre os munícipes e as empresas, por forma a reforçar a competitividade do território“.

A estratégia para o concelho não pode ser dissociada da estratégia para a região de Lisboa, estando previsto um forte investimento nas áreas dos transportes rodoviários, na mobilidade sustentável, através da implementação de pontos de carregamento de veículos elétricos, do alargamento da rede de percursos pedonais e cicláveis e da conclusão do Eixo Estruturante, intervenção vital no âmbito do Plano Estratégico da Falagueira – Venda Nova.

As funções sociais assumem, também, grande destaque na linha estratégica da atuação municipal, pelo que a Câmara Municipal vai continuar a desenvolver uma série de políticas nas áreas da educação, da saúde e da ação social. A requalificação do parque escolar da Amadora, com grande enfoque nas questões da eficiência energética, o programa de apoio à construção de creches e unidades residenciais para idosos, o plano concelhio da rede de oferta formativa são algumas das prioridades espelhadas nas GOPs.
Destaque para a construção, em 2020, do Pavilhão Desportivo da Escola 2,3 Almeida Garrett, no valor de cerca de 2 milhões de euros, que permite concluir a oferta deste tipo de equipamentos na rede escolar do município, e para a elaboração do projeto da nova Unidade de Saúde Familiar Ribeiro Sanches.

As grandes áreas de investimento para 2020 incluem, ainda, projetos, tais como a requalificação dos Recreios da Amadora, o projeto de reabilitação do Palácio Condes da Lousã, a requalificação do Mercado da Mina e do Centro de Bem-Estar e Recolha Oficial de Animais da Amadora.

As GOP para 2020 voltam a refletir o investimento da Autarquia na erradicação de núcleos degradados do concelho, com destaque para o financiamento alocado a programas habitacionais alternativos ao realojamento, com uma estimativa de investimento de 1,3 milhões de euros no realojamento de famílias através do PER e de 1 milhão pelo PAAR – Programa de Apoio ao Auto Realojamento.
Neste campo note-se a prossecução da Estratégia Municipal de Reabilitação, com uma forte aposta no incentivo à realização de obras particulares, e na qualificação de áreas que, pela sua localização ou natureza emblemática, possam constituir motores de qualificação da imagem e vivência da Cidade.

Por fim, mas não menos importante, a autarquia vai realizar um forte investimento na renovação da sua frota de recolha de resíduos, área onde, em alinhamento com os objetivos e metas estabelecidos no Plano Estratégico para os Resíduos Urbanos (PERSU 2020), se fará o alargamento da rede de recolha seletiva de ecopontos, com o objetivo de promover uma maior proximidade do utilizador ao equipamento, e o alargamento às fileiras do vidro e das embalagens de plástico e de metal do programa dedicado de recolha seletiva nos setores de comércio e serviços.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close