Amadora: Avança a remoção de amianto nas escolas

Amadora: Avança a remoção de amianto nas escolas

As escolas da Amadora, vão ser alvo de remoção das estruturas de amianto, de acordo com o despacho conjunto dos Ministros da Educação e da Coesão Territorial que determina os equipamentos escolares onde vão ser retirados materiais com amianto, que entrou em vigor na quarta feira (24).

Segundo a autarquia, está previsto que no âmbito deste despacho, serão cinco, as escolas que vão ser intervencionadas:

  • – Escola Básica Artur Martinho Simões;
    – Escola Básica D. Francisco Manuel Melo;
    – Escola Básica do Alto do Moinho;
    – Escola Secundária da Amadora;
    – Escola Secundária Fernando Namora.

Para além destes estabelecimentos educativos, vai ainda avançar este ano, com investimento municipal e comunitário, a remoção nas escolas de 2.o e 3.o ciclos de Alfornelos, José Cardoso Pires, Pedro D’Orey da Cunha, Almeida Garrett e Cardoso Lopes.

A remoção de fibras de amianto das escolas, vai ser realizada ao abrigo de um programa nacional que custará 60 milhões de euros e será financiado por verbas comunitárias. No caso da Amadora, será totalmente suportado pelo Programa Operacional Lisbo@ 2020.

Com estas intervenções, todas as escolas da rede pública da cidade da Amadora, passam a cumprir os requisitos do quadro normativo nacional. Ao longo dos últimos anos, a Câmara Municipal tem realizado um forte investimento na requalificação e modernização do seu parque escolar, o que permitiu proceder, gradualmente, à remoção do amianto.

Recentemente, foram intervencionadas as escolas do 2.o e 3.o ciclos Miguel Torga, Sophia de Mello Breyner Andersen, Mães de Água e Roque Gameiro, e as Escolas Básicas do 1.o ciclo / Jardins de Infância José Ruy, Águas Livres, Terra Dos Arcos, Alice Leite, Maria Emília Lopes de Azevedo, Quinta Grande, Alfragide 1, À-Da-Beja, Manuel Heleno e Cerrado da Bica.

Partilhe:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close