Home | Municipios | Castelo de Palmela com acessos mais acessíveis
Castelo de Palmela com acessos mais acessíveis

Castelo de Palmela com acessos mais acessíveis

As obras que estão a decorrer no Castelo de Palmela, preparam percursos acessíveis que vão melhorar as condições de acesso ao monumento.

Os trabalhos têm como objetivo central tornar as áreas de visitantes, mais acessíveis, em especial a pessoas com mobilidade condicionada, através da eliminação de barreiras arquitetónicas nos percursos existentes e da criação de novos percursos que proporcionem perspetivas e leituras novas sobre o Castelo e sobre a paisagem envolvente, de forma integrada e contextualizada.

Estão a ser criados três percursos: o primeiro liga as duas plataformas principais do monumento, a poente, junto ao estacionamento de chegada à pousada e à Igreja de Santiago e, a nascente, a área da Praça de Armas com o circuito pelo núcleo museológico localizado nas galerias, pelo caminho de ronda sobre a muralha que percorre toda a leitura de paisagens a sul, a nascente e a norte, abrangendo as ruinas arqueológicas escavadas, a guarita e o heliógrafo.

O segundo percurso nasce junto ao acesso à pousada, através de uma escada rampeada, que garante um percurso acessível à Igreja de Santa Maria. O terceiro percurso inicia na praça de interseção junto ao poço da cisterna e prossegue para poente e sul, permitindo um circuito acessível à área da Casa Hermenegildo Capelo.

A empreitada abrange a construção de rampas e plataformas metálicas, a substituição parcial de alguns pavimentos nas áreas dos percursos pedonais, tornando-os mais confortáveis, seguros e adequados aos visitantes, a reorganização da área de estacionamento, para acolher lugares dedicados a cidadãos com mobilidade condicionada e a redefinição das áreas verdes, dotando-as de espécies autóctones, estabelecendo uma relação de continuidade com a paisagem circundante.

Esta intervenção prevê a requalificação de 1.783m2 de espaços exteriores num investimento estimado de 363.505 euros (+IVA), cofinanciado pelo FEDER em 50%, no âmbito do POR Lisboa 2020.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close