Home » Sociedade » Escolas e universidade » Classifica√ß√£o energ√©tica da ilumina√ß√£o p√ļblica
Classifica√ß√£o energ√©tica da ilumina√ß√£o p√ļblica

Classifica√ß√£o energ√©tica da ilumina√ß√£o p√ļblica

O Instituto de Sistemas e Rob√≥tica (ISR) da Faculdade de Ci√™ncias e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) desenvolveu uma plataforma inform√°tica que permite aos munic√≠pios simular a classifica√ß√£o energ√©tica da ilumina√ß√£o p√ļblica. Esta e outras medidas ser√£o apresentada esta sexta-feira, 10 de novembro, entre as 10h e as 17h, no Planet√°rio de Marinha Portuguesa, em Lisboa.

¬ęO Sistema de Gest√£o dos Consumos de Ilumina√ß√£o P√ļblica (SGCIP) permite a avalia√ß√£o e classifica√ß√£o energ√©tica das vias p√ļblicas, por meio de um simulador criado para o efeito, tendo em considera√ß√£o a ilumina√ß√£o p√ļblica j√° instalada. Esta medida contribui para a implementa√ß√£o do Plano Nacional de Energia e Clima 2030 (PNEC) ao responder √† necessidade de criar um sistema que visa promover a efici√™ncia no consumo energ√©tico da infraestrutura nacional de ilumina√ß√£o p√ļblica¬Ľ, explica Fernando Martins, investigador do instituto do Departamento de Engenharia Eletrot√©cnica e de Computadores (DEEC), da FCTUC.

Esta plataforma inform√°tica, financiada no √Ęmbito do Plano de Promo√ß√£o da Efici√™ncia no Consumo de Energia, aprovado pela Entidade Reguladora dos Servi√ßos Energ√©ticos (ERSE), √© de acesso livre e destina-se exclusivamente √† gest√£o da ilumina√ß√£o p√ļblica de cada munic√≠pio, pelo que estar√° dispon√≠vel para os 308 munic√≠pios do pa√≠s.

De acordo com Fernando Martins, ¬ęa cria√ß√£o e aplica√ß√£o da metodologia de avalia√ß√£o do desempenho energ√©tico da ilumina√ß√£o nas vias p√ļblicas ir√° sensibilizar as autoridades locais para a necessidade de melhorar a efici√™ncia energ√©tica dessas infraestruturas, criando uma competi√ß√£o saud√°vel entre munic√≠pios, freguesias, bairros e ruas¬Ľ.

¬ęO efeito esperado ser√° semelhante ao de outras ferramentas e mecanismos j√° existentes, como a etiqueta energ√©tica de produtos e o sistema de certifica√ß√£o energ√©tica de edif√≠cios. O impacto destas ferramentas √© reconhecido, e a sua mais-valia √© de extrema import√Ęncia na tomada de decis√£o por parte do consumidor final, que, neste caso, ser√° o respons√°vel pol√≠tico local¬Ľ, considera o investigador.

Al√©m disso, prossegue, ¬ęa plataforma SGCIP disponibiliza uma poderosa ferramenta de c√°lculo luminot√©cnico para a elabora√ß√£o de projetos de ilumina√ß√£o p√ļblica novos ou para requalifica√ß√Ķes. O que dever√° ter impacto positivo na sensibiliza√ß√£o dos profissionais da √°rea da energia para a import√Ęncia da efici√™ncia energ√©tica, na qualidade dos projetos de ilumina√ß√£o p√ļblica e na utiliza√ß√£o dessas infraestruturas¬Ľ, acredita.

¬ęEsta medida visa ainda sensibilizar os cidad√£os para as vantagens da efici√™ncia energ√©tica, promovendo uma cultura de responsabilidade na utiliza√ß√£o de ilumina√ß√£o p√ļblica adequada √†s necessidades, contribuindo assim para a redu√ß√£o dos impactos negativos no meio ambiente¬Ľ, conclui.

Durante o evento, al√©m da apresenta√ß√£o desta plataforma, ser√£o tamb√©m abordadas algumas consequ√™ncias negativas da falta de efici√™ncia na ilumina√ß√£o p√ļblica, com destaque para a polui√ß√£o luminosa, tem√°ticas que contam com a interven√ß√£o da Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves e do Instituto Astrof√≠sico das Can√°rias.

Haver√° ainda espa√ßo para debater o futuro da Ilumina√ß√£o P√ļblica no contexto do PNEC2030, numa ‚Äúmesa redonda‚ÄĚ que reunir√° entidades como a Ag√™ncia Portuguesa do Ambiente (APA), a Ag√™ncia para a Energia (ADENE), da Dire√ß√£o-Geral de Energia e Geologia (DGEG), a Entidade Nacional para o Setor Energ√©tico (ENSE) e a ERSE.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.