Home | Sociedade | Cidadania | Climáximo convoca manifestação frente à sede da Repsol
Climáximo convoca manifestação frente à sede da Repsol

Climáximo convoca manifestação frente à sede da Repsol

O coletivo Climáximo anunciou a convocação de uma ação de protesto junta da sede da Repsol na Avenida José Malhoa, em Sete Rios, na no próximo dia 4 de Fevereiro, em solidariedade com ativistas e população do Peru, afetados pelo desastre ecológico que se verificou naquele país.

Em Janeiro, aconteceu no Peru um desastre ecológico considerado o pior dos últimos tempos, resultado de derrames de petróleo. O primeiro derrame, dia 15 de Janeiro, contou com pelo menos 6.000 barris derramados nas costas do país. A contaminação alcançou 180 hectares na costa e 713 no mar na zona da capital, Lima. Estimou-se que 3.000 pessoas estivessem impedidas de trabalhar devido ao acidente. No dia 25 de Janeiro, ocorreu um segundo derrame de petróleo na mesma área.

Já foram mais de mil pessoas a manifestar-se em Lima contra a Repsol num percurso até uma Refinaria da empresa.

O Movimiento Ciudadano frente al Cambio Climatico (MOCICC), coletivo peruano pela justiça climática, exige “que a empresa assuma a sua responsabilidade direta por este desastre ambiental, implemente todas as ações necessárias e adequadas para controlar o derramamento, repare os danos ambientais e indemnize os pescadores e as famílias afetadas de forma justa e imediata.”

Segundo coletivo Climáximo, para já, a Repsol não se compromete com nada e lança as culpas do derrame à ondulação gerada pela erupção vulcão de Tonga. Desde o dia do derrame até hoje, as medidas tomadas tanto pela empresa como pelo Ministério do Meio Ambiente do Perú são insuficientes, tardias e ineficientes, enquanto o impacto ecológico aumenta com o passar dos dias, com o risco de afetar uma maior extensão dos ecossistemas marinho, costeiro e a vida, economia e saúde da população local.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.