Home » Atualidade » Nacional » Combate das For√ßas de Seguran√ßa ao COVID 19
Detidas 142 pessoas por crimes de desobediência
Detidas 142 pessoas por crimes de desobediência

Combate das Forças de Segurança ao COVID 19

Com o encerramento das fronteiras terrestres com Espanha, que ontem foi prolongado at√© 14 de Maio, no √Ęmbito do combate ao COVID 19 e feito o balan√ßo do primeiro per√≠odo, que terminou esta segunda feira (13), o SEF controlou¬† com a colabora√ß√£o da Guarda Nacional Republicana, um total de 169.616 cidad√£os.

Deste total de 169.616 cidadãos, 1.500 foram impedidos de entrar em território nacional e um foi detido por uso de autorização de residência falsa, no ponto de passagem autorizado de Vila Verde da Raia, Chaves.

As recusas de entrada verificaram-se em Valença (472), Caia (444), Castro Marim (242), Vilar Formoso (94), Vila Verde de Ficalho (99), Vila Verde da Raia (69), Quintanilha (44), Marvão (17) e Termas de Monfortinho (19).

A GNR, por sua vez, fiscalizou 136.226 viaturas no √Ęmbito desta opera√ß√£o. Nos pontos de passagem n√£o autorizados, foram reencaminhadas 193 viaturas para os Pontos de Passagem Autorizados (PPA).

Continua vedada a circulação rodoviária nas fronteiras terrestres, independentemente do tipo de veículo, com exceção do transporte internacional de mercadorias, do transporte de trabalhadores transfronteiriços e da circulação de veículos de emergência e socorro e de serviço de urgência.

Entretanto a n√≠vel interno, as for√ßas de seguran√ßa p√ļblica, PSP e GNR, que tem desenvolvido uma intensa atividade de sensibiliza√ß√£o, vigil√Ęncia e fiscaliza√ß√£o junto da popula√ß√£o, detiveram nesta segunda fase do Estado de Emerg√™ncia, que est√° em vigor desde as 00h00 de 3 de abril, 142 pessoas por crime de desobedi√™ncia.

Até às 17h00 desta terça feira, já tinham sido detidas, 31 pessoas por desobediência à obrigação de confinamento obrigatório, 66 por desobediência ao dever geral de recolhimento domiciliário, 9 por desobediência de interdição de circulação fora do concelho no período da Páscoa, 13 por desobediência ao encerramento de estabelecimentos, 9 por resistência e 14 por violação da cerca sanitária de Ovar.

Ainda no √Ęmbito destas a√ß√Ķes, no mesmo per√≠odo, foram encerrados 354 estabelecimentos por incumprimento das normas estabelecidas.

Estes n√ļmeros juntam-se aos verificados no primeiro per√≠odo de Estado de Emerg√™ncia, que vigorou entre os dias 22 de mar√ßo e 2 de abril, em que se registaram 108 deten√ß√Ķes por crime de desobedi√™ncia e foram encerrados 1.708 estabelecimentos comerciais.

O Ministério da Administração Interna, perante a imperiosa necessidade de todos contribuírem para conter o contágio da COVID-19, insiste no cumprimento rigoroso das medidas impostas pelo Estado de Emergência.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.