Home » Economia » Banca » Crescem as reclama√ß√Ķes contra a banca
Crescem as reclama√ß√Ķes contra a banca

Crescem as reclama√ß√Ķes contra a banca

Entre janeiro e agosto, o n√ļmero de reclama√ß√Ķes dirigidas ao setor banc√°rio registou uma subida na ordem dos 30%, face ao per√≠odo hom√≥logo de 2022, indica uma an√°lise do Portal da Queixa que j√° recebeu, este ano, mais de 4.500 reclama√ß√Ķes contra a banca.

Os problemas relacionados com o Cr√©dito Habita√ß√£o, sobretudo no √Ęmbito da renegocia√ß√£o do cr√©dito, motivam o maior volume de queixas registadas pelos consumidores.

Continuam a aumentar as reclama√ß√Ķes dos portugueses dirigidas ao setor banc√°rio, revelam os dados do Portal da Queixa. Entre o dia 1 de janeiro e 21 de agosto, os consumidores registaram 4.614 queixas na plataforma, um crescimento de 34%, em compara√ß√£o com o mesmo per√≠odo de 2022, onde se observaram 3.442 reclama√ß√Ķes.

E numa altura em que as taxas Euribor devem continuar a subir até setembro (12 meses) e novembro (3 e 6 meses), e quando 55% da prestação dos créditos à habitação corresponde, em média, ao pagamento de juros (os restantes 45% representam a amortização do capital), a análise indica que o Crédito Habitação Рcom foco nos problemas relacionados com a renegociação Рé o principal motivo apontado, este ano, pelos clientes bancários, gerando perto de 20% das ocorrências. A destacar que o tema registou um aumento significativo face ao mesmo período de 2022, com uma subida de 100%.

Segundo a análise do Portal da Queixa, entre os motivos de reclamação dirigidos à banca estão também: o Apoio ao Cliente (18.9%), com os clientes a reclamarem da falta ou dificuldade em falar com a entidade bancária; o Reembolso (14.4%), ou seja, consumidores que aguardam que a reposição de valores debitados indevidamente da conta; seguem-se os Problemas com a Aplicação e internet banking, a motivar 13.9% das queixas e, em quinto lugar, os constrangimentos por causa da Conta/Cartão de Crédito Bloqueados, a gerar 6.1% das ocorrências. Os clientes alegam não conseguir utilizar a conta ou o cartão de crédito por causa do bloqueio imposto pela entidade.

Na reclama√ß√£o dirigida ao Novo Banco, registada no passado m√™s de julho, Teresa Pedro, descreve: ‚ÄúAguardo, desde 28 de Abril, que me apresentem proposta de renegocia√ß√£o do cr√©dito habita√ß√£o e/ou aplica√ß√£o de medida do governo da bonifica√ß√£o de juros ou que pelo menos me informem/confirmem que est√£o √† espera do dia em que entre em incumprimento e tenha que vos entregar a minha habita√ß√£o pr√≥pria permanente.‚ÄĚ

Recorde-se que, de acordo com o √ļltimo relat√≥rio de supervis√£o comportamental do Banco de Portugal, entre as institui√ß√Ķes mais reclamadas encontra-se o ActivoBank (nas contas banc√°rias), a FCA Capital Portugal (no cr√©dito aos consumidores) e o Banco CTT (no cr√©dito √† habita√ß√£o).

Portal da Queixa / C.S.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.