Home » Atualidade » Nacional » Crescem as reclama√ß√Ķes contra cobradores de d√≠vidas
Crescem as reclama√ß√Ķes contra cobradores de d√≠vidas
Crescem as reclama√ß√Ķes contra cobradores de d√≠vidas

Crescem as reclama√ß√Ķes contra cobradores de d√≠vidas

O Portal da Queixa revela que est√£o a aumentar significativamente as reclama√ß√Ķes dos consumidores dirigidas √†s empresas de recupera√ß√£o de d√≠vidas.

Entre 1 janeiro e 30 junho deste ano, os portugueses apresentaram 283 reclama√ß√Ķes. O estudo indica que h√° consumidores indignados e que alegam persegui√ß√£o por entidades de gest√£o de ativos para o pagamento de d√≠vidas inexistentes ou prescritas. Os dados analisados apontam como as empresas mais reclamadas: a Intrum com 65,7% e a Whitestar Asset Solutions com 21,2%.

A an√°lise da equipa do Portal da Queixa permitiu identificar um crescimento expressivo das reclama√ß√Ķes ao longo dos √ļltimos anos. Em compara√ß√£o com o per√≠odo hom√≥logo, em 2018, o n√ļmero total de reclama√ß√Ķes foi 234 e, em 2019, o total de queixas apresentadas foi 276, sendo que, no primeiro semestre de 2020, j√° foram contabilizadas 283.

Entre os principais motivos que geraram as reclama√ß√Ķes na maior rede social de consumidores de Portugal, est√£o: d√≠vida inexistente (34.3%), d√≠vida prescrita (23.7%) e amea√ßas (17%).

De acordo com Pedro Lourenço, CEO do Portal da Queixa: “Infelizmente, recebemos com muita frequência, relatos de consumidores que se queixam de serem assediados por empresas de gestão de ativos, para o pagamento de dívidas que alegadamente desconhecem ou que já tinham sido liquidadas há muito tempo, não tendo agora como fazer prova desse ato.

Partilhe:

2 comments

  1. E por mais esta companhia declarou falencia faz tempo e esta mesma companhia nunca me mandou nenhuma correspondencia >

  2. E legal que uma companhia de recuperacao de dividas va buscar parte do meu salario sem nos termos um acordo e tambem quando esta divida( compra de computador por credito da companhia que vendeu) ja tem mais de 15 anos .

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.