Home » Atualidade » Nacional » Crescem as reclama√ß√Ķes contra o setor banc√°rio
Crescem as reclama√ß√Ķes contra o setor banc√°rio

Crescem as reclama√ß√Ķes contra o setor banc√°rio

O setor banc√°rio, regista um um crescimento das reclama√ß√Ķes na ordem dos 35%, em rela√ß√£o ao mesmo per√≠odo de 2022. Segundo o Portal da Queixa, os problemas relacionados com o cr√©dito √† habita√ß√£o e as dificuldades no contacto com as entidades banc√°rias, correspondem a 37% das ocorr√™ncias contra o setor.

De janeiro a outubro deste ano, os consumidores apresentaram no Portal da Queixa cerca de seis mil reclama√ß√Ķes dirigidas ao setor banc√°rio, um crescimento muito significativo, na compara√ß√£o com o mesmo per√≠odo de 2022. A CGD lidera o maior volume de queixas.

Como se verifica por estes dados, est√£o a aumentar as reclama√ß√Ķes dos portugueses contra os servi√ßos prestados pela banca. Numa altura em que aquele setor vive dias desafiantes impostos pela infla√ß√£o que veio fazer disparar as taxas de juros.

Do dia 1 de janeiro at√© ao dia 1 de outubro, os bancos portugueses foram alvo de 5.644 reclama√ß√Ķes, um aumento na ordem dos 35%, em compara√ß√£o com o per√≠odo hom√≥logo de 2022, que contabilizou 4.196 queixas.

Entre os principais motivos de reclamação estiveram motivos relacionados com falhas no apoio ao cliente, a gerar 19% das queixas. Os clientes denunciam dificuldades em comunicar com a entidade bancária através dos canais disponíveis para o efeito.

Dos temas mais complexos os que mais preocupa a vida de tantos portugueses, refere-se ao cr√©dito √† habita√ß√£o, no que tem a ver com a revis√£o, renegocia√ß√£o ou amortiza√ß√£o, com 18% das reclama√ß√Ķes recebidas, motivo que disparou 86%, em rela√ß√£o ao ano passado.

A motivar 15% das ocorr√™ncias recebidas, est√£o casos de reembolso, onde os clientes reportam a demora valores cobrados indevidamente da conta. J√° os problemas com a aplica√ß√£o dos bancos ‚Äď app e internet banking – pesam 14% das queixas. Na origem de 6% das reclama√ß√Ķes est√£o contas/cart√£o de cr√©dito bloqueados, os clientes alegam n√£o conseguir utilizar a conta e cart√£o de cr√©dito devido a um bloqueio imposto pelo banco.

Relativamente √†s entidades banc√°rias com maior volume de reclama√ß√Ķes recebidas, lidera o top5 a Caixa Geral de Dep√≥sitos (CGD) com 26%, segue-se o ActivoBank que recolhe 15% das queixas. Em terceiro, com 11% est√° o Millennium BCP; segue-se o Santander (9%) e o Banco de Portugal a recolher 7% das reclama√ß√Ķes deste ano.

No que se refere aos bancos com mais queixas relacionadas com o tema Crédito à Habitação, a análise aferiu que no pódio continua a CGD (21%); o Santander (15%); segue-se o Millennium BCP (13%); o ActivoBank (12%) e o Novo Banco (7%).

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.