Home | Economia | Empresas | Cushman & Wakefield anunciou resultados recorde em 2013
A Cushman & Wakefield foi fundada em 1917 | img:História da C&W

Cushman & Wakefield anunciou resultados recorde em 2013

A consultora imobiliária global Cushman & Wakefield (C&W) anunciou os resultados referentes à sua atividade internacional no ano de 2013, que demonstram um crescimento de 21,9% nos valores de faturação bruta, para os 2,498 milhões de dólares, em comparação com os 2,05 milhões de dólares faturados em 2012. Este resultado é o maior desde a fundação da Cushman & Wakefield em 1917.

Em relação ao EBITDA* (com base nos princípios contabilísticos IFRS) a consultora, detida maioritariamente pela EXOR (braço de investimento da família Agnelli), atingiu os 130,1 milhões de euros.

Edward C. Forst, Presidente e CEO da Cushman & Wakefield, comenta, “Em 2013, a C&W registou o maior volume de faturação bruta da sua história, suportado pelo investimento em linhas de serviço estratégicas e em mercados chave. Este desempenho excecional foi motivado por um crescimento significativo na área de Corporate Occupier and Investment Services (CIS) que adicionou um grande número de importantes empresas à nossa lista de clientes corporate. Também as áreas de investimento e avaliação tiveram desempenhos muito bons”.

Em 2013, globalmente, os imóveis sob gestão da C&W excederam os 93 milhões de metros quadrados, tendo registado um crescimento de 17,1% relativamente a 2012.

As equipas de investimento obtiveram um crescimento em transações de 15%, onde se inclui o negócio da venda do edifício da bolsa de Londres, King Edward Court, em representação da Mitsubishi Estate Company que vendeu o referido imóvel à Oxford Properties por 235 milhões de libras.

A área de avaliação & advisory bateu também um recorde no valor global de avaliações, excedendo os 2 biliões de dólares pelo segundo ano consecutivo.

Os departamentos de agência da consultora atingiram volumes de transação recorde, tendo os mesmos aumentado 7%, mantendo-se bem posicionados para tirar partido de oportunidades nos mercados em recuperação. Algumas das mais importantes instruções foram para o arrendamento em exclusivo dos escritórios do 75 Rockefeller Plaza e do 1221 Avenue of the Americas, em Manhattan, e também para o edifício The Scalpel em Londres. Também de realçar o importante mandato ganho para consultoria de retalho e lazer ao icónico Battersea Power Station também em Londres.

Em 2013, a Cushman & Wakefield continuou a investir em aquisições e parcerias estratégicas – a área de CIS adquiriu a empresa com sede em Singapura de gestão de projeto Project Solution Group que posiciona a C&W como líder na área na região Ásia-Pacífico.

Partilhe:
A consultora imobiliária global Cushman & Wakefield (C&W) anunciou os resultados referentes à sua atividade internacional no ano de 2013, que demonstram um crescimento de 21,9% nos valores de faturação bruta, para os 2,498 milhões de dólares, em comparação com os 2,05 milhões de dólares faturados em 2012. Este resultado é o maior desde a fundação da Cushman & Wakefield em 1917. Em relação ao EBITDA* (com base nos princípios contabilísticos IFRS) a consultora, detida maioritariamente pela EXOR (braço de investimento da família Agnelli), atingiu os 130,1 milhões de euros. Edward C. Forst, Presidente e CEO da Cushman & Wakefield,…

Review Overview

User Rating: 4.53 ( 2 votes)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

O site 'ipressJournal' utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do visitante. LER MAIS

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close