Home » Atualidade » Internacional » Dados do setor da sa√ļde √† venda na Dark Web
Dados do setor da sa√ļde √† venda na Dark Web

Dados do setor da sa√ļde √† venda na Dark Web

As institui√ß√Ķes do setor da sa√ļde s√£o um dos principais alvos dos cibercriminosos, demonstrando um elevado grau de vulnerabilidade aos ciberataques, segundo dados do relat√≥rio semestral, divulgados pela S21sec, que alertam para o aumento da venda de informa√ß√Ķes sens√≠veis de hospitais e cl√≠nicas m√©dicas, na Dark Web.
,
A S21sec, um dos principais fornecedores de ciberseguran√ßa da Europa, publicou o seu Threat Landscape Report, que fornece uma vis√£o geral das amea√ßas mais relevantes da primeira metade de 2022. De acordo com o estudo, que visa analisar as principais vulnerabilidades e ciber riscos em setores estrat√©gicos a n√≠vel mundial, o setor da sa√ļde tem sido um dos mais afetados, com mais de 88 ciberataques confirmados durante os primeiros seis meses do ano.

Desde o in√≠cio da pandemia, o setor da sa√ļde posicionou-se como um dos principais alvos dos cibercriminosos, demonstrando um elevado grau de exposi√ß√£o a ciberataques. Entre as principais amea√ßas registadas durante o primeiro semestre de 2022, a equipa de Threat Intelligence da S21sec detetou um aumento dos ‚Äėdata breaches‚Äô (comprometimento ou fuga de informa√ß√£o/dados) em hospitais e cl√≠nicas, bem como a venda ou leil√£o de acessos a infraestruturas tecnol√≥gicas do setor da sa√ļde e tamb√©m ataques de ransomware a organiza√ß√Ķes deste setor. Foram identificados um total de 50 ‚Äėdata breaches‚Äô neste per√≠odo, um n√ļmero que, segundo os especialistas, poder√° ser na realidade substancialmente superior porque algumas cl√≠nicas, hospitais e outras organiza√ß√Ķes n√£o reportam nem publicam os incidentes devido a ignor√Ęncia ou medo de danos na reputa√ß√£o, e porque nalguns casos os hackers n√£o anunciam para o exterior a venda dos dados roubados.

De acordo com este relat√≥rio, as vendas ou leil√Ķes de acesso a infraestruturas de hospitais e cl√≠nicas (muitos deles acessos com privil√©gios elevados ou de administradores das infraestruturas) aumentaram em f√≥runs e chats na Deep e Dark Web. Durante o primeiro semestre do ano, foi contabilizado um total de 33 publica√ß√Ķes de vendas ou leil√Ķes, isto sem ter em conta os que se realizaram em canais privados ou f√≥runs com maiores restri√ß√Ķes de acesso. ‚ÄúOs dados relacionados com a sa√ļde tornaram-se bastante valiosos e apetec√≠veis para venda pelos cibercriminosos. A informa√ß√£o √© de tal forma valiosa que observ√°mos leil√Ķes de venda de informa√ß√£o sobre hospitais nos Estados Unidos, Canad√°, Fran√ßa e Reino Unido com um pre√ßo inicial de licita√ß√£o entre 3.000 e 5.000 euros‚ÄĚ, refere Hugo Nunes, team leader de Threat Intelligence da S21sec.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.