Home » Sa√ļde » Descontaminar m√°scaras de prote√ß√£o contra a Covid-19
Descontaminar máscaras de proteção contra a Covid-19

Descontaminar máscaras de proteção contra a Covid-19

O Estudo da Universidade de Coimbra, permite descontaminar máscaras de proteção contra a Covid-19 de forma simples e barata. Uma equipa multidisciplinar da Universidade de Coimbra (UC) estudou e testou três formas simples e baratas de descontaminação de vários tipos de máscaras de proteção contra a Covid-19, que revelaram uma eficácia de praticamente 100 por cento, permitindo vários ciclos de reutilização.

O estudo, coordenado por Marco Reis, docente e investigador do Departamento de Engenharia Qu√≠mica da Faculdade de Ci√™ncias e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), abrangeu m√°scaras cir√ļrgicas, KN95 e m√°scaras sociais ‚Äď os tipos de m√°scaras mais usadas ‚Äď, e teve como objetivo testar m√©todos de descontamina√ß√£o simples e eficazes, pass√≠veis de chegar a v√°rios setores da sociedade, especialmente pequenas e m√©dias empresas (PMEs) e p√ļblico em geral, de modo a mitigar um problema ambiental complexo gerado pela pandemia de Covid-19.

¬ęO acesso generalizado a aparelhos de prote√ß√£o respirat√≥ria (APR) √© um elemento essencial no combate a qualquer crise pand√©mica. Por√©m, o seu uso massificado gera um problema ambiental, uma vez que as m√°scaras s√£o tratadas como lixo comum ‚Äď para n√£o mencionar a exist√™ncia frequente de APRs usados nas ruas e passeios, o que constitui em si mesmo um risco para a sa√ļde p√ļblica¬Ľ, fundamenta o coordenador do estudo, que teve a colabora√ß√£o do Centro Tecnol√≥gico das Ind√ļstrias T√™xtil e do Vestu√°rio de Portugal (CITEVE).

Al√©m disso, acrescenta, ¬ęnos picos pand√©micos, podem existir situa√ß√Ķes de rutura no acesso a APRs. Uma solu√ß√£o eficaz para ambos os problemas passa pelo seu reuso, em condi√ß√Ķes de seguran√ßa¬Ľ.

Ap√≥s a an√°lise de um vasto leque de protocolos de descontamina√ß√£o existentes, a equipa decidiu focar-se em tr√™s m√©todos: lavagem com uma solu√ß√£o de hipoclorito de s√≥dio dilu√≠do (a vulgar lix√≠via), nebuliza√ß√£o com per√≥xido de hidrog√©nio (a conhecida √°gua oxigenada) e esteriliza√ß√£o por vapor de √°gua em micro-ondas. Dependendo do contexto de utiliza√ß√£o, ¬ęestes m√©todos s√£o facilmente implementados e n√£o requerem grandes investimentos. Para as fam√≠lias, a lavagem com uma solu√ß√£o de hipoclorito de s√≥dio e a esteriliza√ß√£o a vapor em micro-ondas s√£o as solu√ß√Ķes com maior potencial. Ali√°s, os sacos de esteriliza√ß√£o a vapor j√° s√£o usados atualmente, por exemplo, para esterilizar produtos para beb√©s¬Ľ, diz o investigador.

A nebuliza√ß√£o com per√≥xido de hidrog√©nio √© um m√©todo igualmente simples, mas requer um pequeno investimento ‚Äď a aquisi√ß√£o do nebulizador e de uma c√Ęmara. ¬ę√Č um sistema apropriado para PMEs ou para centros de sa√ļde, quarteis de bombeiros, esquadras de pol√≠cia, munic√≠pios, entre outros¬Ľ, ilustra Marco Reis.

Neste projeto, os cientistas n√£o s√≥ avaliaram a efic√°cia da descontamina√ß√£o microbiol√≥gica, como tamb√©m o impacto dos tratamentos na efici√™ncia de filtra√ß√£o, permeabilidade e caracter√≠sticas estruturais das m√°scaras, ao longo de 10 ciclos de utiliza√ß√£o. Para realizar as experi√™ncias, o grupo de Microbiologia Ambiental do Centro de Engenharia Mec√Ęnica, Materiais e Processos usou esporos de bact√©rias como indicadores de esteriliza√ß√£o, que indicam a elimina√ß√£o de todos os seres vivos, bact√©rias e v√≠rus, incluindo o SARS-CoV-2.

Os resultados do estudo revelaram uma efic√°cia de praticamente 100% na descontamina√ß√£o dos tr√™s tipos de m√°scaras experimentadas. Em geral, ¬ęos tratamentos aplicados s√£o altamente eficazes na sua a√ß√£o de descontamina√ß√£o, podendo mesmo atingir o n√≠vel de ‚Äúesteriliza√ß√£o‚ÄĚ, ou seja, uma redu√ß√£o superior a 99,9999% no n√ļmero de c√©lulas vi√°veis. Os tratamentos que n√£o atingiram o n√≠vel de esteriliza√ß√£o apresentaram pelo menos uma efic√°cia classificada como ‚Äúdesinfe√ß√£o‚ÄĚ, correspondente a uma redu√ß√£o superior a 99,9% no n√ļmero de c√©lulas vi√°veis¬Ľ, salienta o cientista da FCTUC.

Em rela√ß√£o aos estudos de efici√™ncia de filtra√ß√£o, realizados no CITEVE, os resultados indicam que esta importante caracter√≠stica para a prote√ß√£o dos utilizadores e de terceiros ¬ęn√£o foi afetada de forma significativa. Registaram-se apenas alguns efeitos na permeabilidade dos aparelhos, que, essencialmente, podem interferir no conforto de uso (respirabilidade). O impacto dos tratamentos nas caracter√≠sticas f√≠sico-qu√≠micas das m√°scaras foi tamb√©m escrutinado (no Centro de Investiga√ß√£o do Departamento de Engenharia Qu√≠mica, o CIEPQPF), n√£o se detetando mudan√ßas qu√≠micas relevantes nas superf√≠cies das m√°scaras, mesmo ap√≥s 10 ciclos de tratamento¬Ľ, sublinha.

No entanto, o docente esclarece que apenas o uso de vapor gerado em micro-ondas pode ser aplicado de imediato, ¬ędesde que n√£o sejam colocadas m√°scaras com componentes met√°licos¬Ľ. Para a aplica√ß√£o dos tratamentos com per√≥xido de hidrog√©nio nebulizado e solu√ß√£o de hipoclorito de s√≥dio dilu√≠do, ainda s√£o necess√°rios ¬ęestudos de desgaseifica√ß√£o para assegurar a inexist√™ncia de res√≠duos qu√≠micos decorrentes destes tratamentos¬Ľ, previne.

O projeto, designado ‚ÄúAvalia√ß√£o da Efic√°cia de Descontamina√ß√£o e Seguran√ßa de Reutiliza√ß√£o de Aparelhos de Prote√ß√£o Respirat√≥ria (APR)‚ÄĚ foi financiado pela Funda√ß√£o para a Ci√™ncia e a Tecnologia (FCT) no √Ęmbito da medida ‚ÄúResearch 4 Covid-19‚ÄĚ. Al√©m de Marco Reis, participaram no estudo Paula Morais, Herm√≠nio Sousa, Roberta Lordelo, Rafael Botelho, Rita Branco e Ana Dias.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.