Home » Cultura » Artes Pl√°sticas » Do Princ√≠pio do Mundo na Quinta da Fidalga
Do Princípio do Mundo na Quinta da Fidalga

Do Princípio do Mundo na Quinta da Fidalga

A Quinta da Fidalga, no Seixal, recebe, a partir de 26 de setembro, o projeto ¬ęDo Princ√≠pio do Mundo¬Ľ, a cargo do artista Fernando Mota. Este consiste numa a√ß√£o que contempla a cria√ß√£o e a edi√ß√£o de objetos art√≠sticos de v√°rias naturezas e linguagens, aprofundando a pesquisa iniciada pelo artista, em 2020 (em plena pandemia), com o filme ¬ę7 Poemas para √õm Mundo Novo¬Ľ, apresentado no Moinho de Mar√© de Corroios e premiado posteriormente com o Pr√©mio Melhor Dire√ß√£o de Fotografia em Filme de Arte e Ensaio.

O presidente da C√Ęmara Municipal do Seixal, Joaquim Santos, refere que ¬ęa aposta que fazemos na cultura no nosso concelho √© muito diversificada, com projetos muito distintos, o que permite que tenhamos espa√ßo para todos os p√ļblicos¬Ľ.

Fernando Mota √© conhecido por desenvolver e criar instrumentos musicais e objetos sonoros a partir de √°rvores, rochas e outros elementos da natureza, sendo que ¬ęDo Princ√≠pio do Mundo¬Ľ vem dar continuidade a este processo de constru√ß√£o de pe√ßas art√≠sticas, em que cada pe√ßa musical ser√° criada exclusivamente a partir de sons, de elementos naturais e de instrumentos criados e captados em cada espa√ßo. Fernando Mota prop√Ķe-se, desta forma, a encontrar a vibra√ß√£o, o som e a m√ļsica de cada local, sendo que o resultado ser√° uma cria√ß√£o e interpreta√ß√£o musical e sonora do esp√≠rito do lugar e n√£o a sua mera representa√ß√£o.

Este projeto inspira-se nos cinco elementos naturais da cultura chinesa (madeira, fogo, terra, metal e √°gua) e nos cinco elementos da cultura ayurv√©dica indiana (espa√ßo, ar, fogo, √°gua e terra). √Č a partir destes princ√≠pios que surge a proposta de realiza√ß√£o deste projeto na Quinta da Fidalga, inspirado no elemento √°gua por ser historicamente um elemento estruturante da organiza√ß√£o do Jardim da Fidalga, quer pela presen√ßa do seu antigo sistema de irriga√ß√£o, quer pelos tanques e fontes existentes, quer ainda pelo seu lago de mar√© e pela proximidade com o rio Judeu.

Este projeto integra, assim, uma residência artística naquele espaço, de vertente multidisciplinar e musical com Fernando Mota e de fotografia com Sofia Silva, assim como uma instalação audiovisual / exposição (resultante desta residência artística) que ficará patente na Oficina de Artes Manuel Cargaleiro (com inauguração prevista para 4 de fevereiro de 2023). Estão ainda programados a realização de um concerto durante a inauguração desta exposição e de um passeio sonoro no dia 4 de fevereiro de 2023, que irá consistir numa caminhada focada em ouvir o meio ambiente e orientada para a fruição dos sons independentemente da sua origem ou significado. Esta atividade, bem como todo o projeto, serão direcionados sobretudo para desenvolver e afinar a nossa capacidade de escuta do mundo e dos outros.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.