Home » Atualidade » Internacional » DOA√á√ÉO DE VIDA

DOAÇÃO DE VIDA

Lucieny Martins

Lucieny Martins

No dia 20 de setembro fomos surpreendidos com o an√ļncio inusitado do sepultamento de um autom√≥vel Bentley (avaliado entre 1,2 e 1,5 milh√£o de reais) pelo seu dono, Chiquinho Scarpa.

O comunicado causou coment√°rios e julgamentos precipitados, mas na hora marcada para o enterro, foi anunciada a verdadeira inten√ß√£o, promover a semana da Campanha de Doa√ß√£o de √ďrg√£os, que teve in√≠cio no dia 23 de setembro. Uma parceria entre o governo federal e a Associa√ß√£o Brasileira dos Transplantes de √ďrg√£os, pela conscientiza√ß√£o da import√Ęncia de sermos doadores. “Fui julgado por querer enterrar um Bentley, mas a maioria das pessoas enterra coisas de maior valor, como o pulm√£o, cora√ß√£o e outros √≥rg√£os. Isto √© um absurdo com tanta gente esperando por um transplante‚ÄĚ, disse ele. A ideia foi excelente!

No Brasil a fila de espera por transplantes √© enorme, 66 mil pacientes precisam de algum tipo de transplante e apenas 15 mil opera√ß√Ķes desse tipo s√£o feitas anualmente. A informa√ß√£o √© do coordenador nacional do Sistema de Transplantes do Minist√©rio da Sa√ļde, Abrah√£o Salom√£o Filho.

Embora o Brasil seja o terceiro pa√≠s do mundo melhor preparado para se fazer transplantes, depois dos EUA e da China, ainda falta informa√ß√Ķes que conscientizem a popula√ß√£o de que doar √≥rg√£os dos seus entes queridos √© seguro, e que a morte n√£o √© o fim. Apesar do momento de dor, podemos ser solid√°rios e salvar a vida de algu√©m que necessita de um transplante.

A nossa legislação é rigorosa quanto a este assunto, existem critérios rígidos para a retirada de órgãos quando acontece a morte encefálica do paciente.
Infelizmente, em alguns casos, os pacientes que est√£o na fila de espera n√£o aguentam e morrem antes de conseguir um doador. O n√ļmero de mortes e de pessoas sofrendo com a insufici√™ncia do √≥rg√£o afetado poderia ser bem menor se o n√ļmero de doadores fosse maior.

A doa√ß√£o s√≥ √© feita com a permiss√£o dos familiares, por isso a campanha do Minist√©rio da Sa√ļde alerta que “se voc√™ tem um doador na fam√≠lia, respeite a vontade dele. A import√Ęncia da divulga√ß√£o e conhecimento da inten√ß√£o das pessoas por parte de seus familiares em rela√ß√£o √† doa√ß√£o de √≥rg√£os √© fundamental no momento da autoriza√ß√£o de uma doa√ß√£o”.

No dia 27/09 comemora-se o Dia Mundial de Doa√ß√£o de √ďrg√£os.

Sejamos doadores de esperança, de amor e principalmente, de vida.

Por: Lucieny Gonçalves Martins no Brasil
“escreve em portugu√™s do Brasil”

 laço

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.