Home » Economia » Estudos » Empresas espanholas projetam a sustentabilidade
GettyImages-Celebrando o Losar, Ano Novo tibetano

Empresas espanholas projetam a sustentabilidade

Um novo estudo da Smurfit Kappa, em colaboração com o Financial Times, revela que a sustentabilidade desempenha um papel fundamental na estratégia e na planificação dos altos quadros de empresas espanholas, mas a falta de experiência nesta matéria, pode comprometer a sua credibilidade.

Intitulado The Transparency Edge (A vantagem da transpar√™ncia), participaram neste relat√≥rio, 440 altos quadros de empresas de 11 grandes economias mundiais, 40 dos quais de Espanha, revelando que apenas 20% das empresas espanholas ainda n√£o desenvolveram uma estrat√©gia de sustentabilidade. Al√©m disso, tamb√©m surpreende neste estudo que 38% das empresas cont√©m com planos ambiciosos para conseguir zero emiss√Ķes l√≠quidas at√© 2050, a percentagem mais baixa de todos os pa√≠ses europeus referidos no relat√≥rio.

Segundo o relat√≥rio, 43% dos inquiridos em Espanha, considera que a sua empresa carece da capacidade de vincular as pr√°ticas de sustentabilidade com o rendimento financeiro, em compara√ß√£o com 30% a n√≠vel mundial, embora muitos j√° tenham come√ßado a integr√°-la nas avalia√ß√Ķes de rendimento e incentivos. Estes dados destacam o impacto que a sustentabilidade tem, atualmente, nas empresas. De facto, 35% destas priorizaram a inova√ß√£o nas suas embalagens para poder cumprir os seus pr√≥prios objetivos de zero emiss√Ķes l√≠quidas.

Al√©m disso, apesar de 63% das empresas acreditarem ser completamente transparentes em rela√ß√£o a como e porqu√™ tomam decis√Ķes em mat√©ria de sustentabilidade, quase um ter√ßo destas (29%) afirma que as a√ß√Ķes da empresa raramente s√£o coerentes com o que comunicam aos seus stakeholders. √Č uma grande lacuna entre a ambi√ß√£o manifestada e as a√ß√Ķes que continua a expor as empresas ao risco de acusa√ß√Ķes de greenwashing.

O estudo destaca, como tal, a import√Ęncia da transpar√™ncia, vincando que √© essencial gerar confian√ßa entre os consumidores, os investidores e os principais grupos de interesse. Por isso, as empresas consideradas ‚Äúl√≠deres em sustentabilidade‚ÄĚ est√£o muito √† frente das restantes em quatro aspetos chave nesta mat√©ria:

Garantir coerência entre a ação e o objetivo de sustentabilidade
Medir o progresso das iniciativas de zero emiss√Ķes l√≠quidas
Comunicar de forma efetiva para gerar confiança
Certificar o rendimento em matéria de sustentabilidade

S√£o dados que refletem a import√Ęncia de garantir que os clientes est√£o informados, j√° que estes exigem das marcas informa√ß√Ķes claras e fi√°veis para tomar melhores decis√Ķes. Desta forma, as tr√™s a√ß√Ķes mais eficazes para aumentar a transpar√™ncia entre os consumidores s√£o a comunica√ß√£o do impacto (55%), a elabora√ß√£o de relat√≥rios de sustentabilidade anuais (53%) e a embalagem com rotulagem clara (38%).

Ruth Fraile, Respons√°vel pela Sustentabilidade e BPP da Smurfit Kappa Espanha | Portugal | Marrocos, indica que ‚Äúeste estudo revela que, apesar de existir um interesse significativo no mundo empresarial de apostar na sustentabilidade, esta n√£o costuma coincidir com as a√ß√Ķes, as medi√ß√Ķes e as garantias que as empresas apresentam. Como tal, para evitar o greenwashing √© necess√°rio que estes tr√™s fatores sejam convincentes e sejam avalizados por terceiros. Al√©m disso, n√£o h√° d√ļvida de que as empresas t√™m de ser ambiciosas neste sentido, mas a sustentabilidade vai muito mais al√©m de definir objetivos, j√° que deve ser acompanhada por a√ß√Ķes e um verdadeiro impacto no presente‚ÄĚ.

Por sua vez, Ken Bowles, Diretor Financeiro da Smurfit Kappa, acrescentou que ‚Äúeste relat√≥rio demonstra a grande import√Ęncia da transpar√™ncia ao estabelecer e manter a credibilidade em rela√ß√£o √† sustentabilidade. Os clientes, os investidores ou os principais stakeholders n√£o v√£o continuar a tolerar ambiguidades. Al√©m disso, a regula√ß√£o vai desempenhar um papel fundamental para as empresas competirem em condi√ß√Ķes de igualdade ao comunicarem os resultados das suas a√ß√Ķes para reduzir as emiss√Ķes. Redefinir a comunica√ß√£o financeira significa compreender que cria um verdadeiro valor a longo prazo e incluir os benef√≠cios n√£o-financeiros. A quest√£o √© criar modelos de neg√≥cio que ofere√ßam bons resultados do ponto de vista sustent√°vel e tamb√©m financeiro‚ÄĚ.

Na Smurfit Kappa, a transpar√™ncia √© de import√Ęncia vital. Por isso, este ano foi publicado o seu 16¬ļ Relat√≥rio de Desenvolvimento Sustent√°vel (IDS), de car√°ter anual e avaliado por terceiros desde 2009. Trata-se de um documento que explica claramente como, a partir da sua posi√ß√£o de empresa, s√£o realizadas a√ß√Ķes cred√≠veis para cumprir os objetivos estrat√©gicos de sustentabilidade.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.