Home » Estatuto Editorial

Estatuto Editorial

Estatuto Editorial do iPress Journal

I. O iPress Journal √© propriedade da empresa SpringParty-Audiovisuais. Lda. N√£o obstante, a sua orienta√ß√£o e o seu conte√ļdo dependem em √ļltima inst√Ęncia do seu Diretor. Assim sendo, o iPress Journal defende a liberdade de express√£o e a liberdade de informar. O iPress Journal √© independente. √Č com os leitores que o iPress Journal assume um compromisso.

II. O iPress Journal √© um jornal digital de √Ęmbito regional, distrital e nacional bem como de cariz al√©m-fronteiras, nomeadamente os Pa√≠ses de express√£o de l√≠ngua Portuguesa.

Em suma, o iPress Journal aposta numa informa√ß√£o diversificada de √Ęmbito nacional e internacional, abrangendo os mais variados campos de atividade e correspondendo √†s motiva√ß√Ķes e interesses de um p√ļblico plural que se envolva o mais poss√≠vel no projecto editorial.

III. O iPress Journal entende que as publica√ß√Ķes de natureza informativa devem ser independentes pois s√≥ assim cumprem a sua fun√ß√£o essencial perante a sociedade. Neste prisma, as publica√ß√Ķes informativas n√£o s√£o instrumentos ou meios ao servi√ßo de determinados objetivos, por mais louv√°veis que estes sejam, mas institui√ß√Ķes aut√≥nomas atrav√©s das quais os cidad√£os podem, em liberdade e pluralismo, procurar o esclarecimento de que necessitam para o exerc√≠cio das suas op√ß√Ķes.

IV. O iPress Journal considera, no entanto, que determinadas causas comuns √† cidadania como sejam a da defesa das liberdades fundamentais e da democracia; de um ambiente saud√°vel que n√£o coloque em risco as gera√ß√Ķes futuras; da l√≠ngua e do legado hist√≥rico nacional, da paz, do incitamento √† participa√ß√£o da sociedade civil, sem preju√≠zo do pluralismo de opini√£o e de conceder voz a todas as correntes, nunca renunciando √† capacidade cr√≠tica.

V. O iPress Journal assume-se como independente dos poderes pol√≠ticos e econ√≥micos, bem como de qualquer credo, de qualquer doutrina ou ideologia, respeitando todas as opini√Ķes ou cren√ßas.

VI. O iPress Journal distingue claramente as not√≠cias ‚Äď que dever√£o ser objetivas, circunscrevendo-se √† narra√ß√£o, √† relaciona√ß√£o e √† an√°lise dos factos para cujo apuramento devem ser ouvidas as diversas partes, e as opini√Ķes, ou cr√≥nicas, que dever√£o ser assinadas por quem as defende, claramente identific√°veis.

VII. O iPress Journal sabe que a sele√ß√£o dos artigos a publicar, a sua coloca√ß√£o em p√°ginas online, a colunagem dos respetivos t√≠tulos, a ilustra√ß√£o com fotografias, ou cartoons devem obedecer a crit√©rios de inser√ß√£o baseados na relev√Ęncia dos textos e n√£o nas convic√ß√Ķes ideol√≥gicas ou interesses particulares de quem as escreve, escolhe ou p√°gina.

VIII. O iPress Journal recusa-se, a alimentar qualquer tipo de sensacionalismo que ponha em perigo o jornalismo de qualidade.

IX. O iPress Journal considera que uma sociedade informada, transparente e participativa é condição base para o desenvolvimento individual e coletivo, económico e intelectual.

Lino Gonçalves
Director de Informação

‚ÄĒ‚ÄĒ‚ÄĒ‚ÄĒ‚ÄĒ‚ÄĒ‚ÄĒ‚ÄĒ‚ÄĒ‚ÄĒ‚ÄĒ‚ÄĒ‚ÄĒ‚Äď

Sinopse de iPressJournal

Porque o jornalismo moderno exige mais do que a simples descri√ß√£o dos factos ou a transcri√ß√£o de declara√ß√Ķes e pressreleases, implicando tamb√©m uma capacidade cr√≠tica e a obriga√ß√£o de ser √ļtil aos leitores, o iPressJournal n√£o pratica um jornalismo tendencioso, ou de fa√ß√£o, mas informa e investiga, com sensibilidade, publica para as suas p√°ginas casos humanos relatados com dignidade e eleg√Ęncia, dando a palavra aos cidad√£os para livre express√£o.

Pretendemos implantar uma cultura editorial exigente e atenta à inovação, de forma a não desiludir os leitores mais críticos, sempre com um fortíssimo sentido de responsabilidade social, sobre o qual se erguem os princípios sagrados da liberdade de Imprensa.

Em nenhum caso o rigor da informa√ß√£o ser√° sacrificado em face de outros crit√©rios, numa conce√ß√£o editorial que corresponde a uma dupla exig√™ncia, de qualidade e de diversidade, com √°reas de informa√ß√£o e tempos de leitura diferenciados. Cada uma destas √°reas de informa√ß√£o, abrangendo, em, todos os g√©neros jornal√≠sticos ‚Äď da entrevista √† reportagem ou da not√≠cia √† cr√≥nica, apresenta caracter√≠sticas espec√≠ficas que determinam diferen√ßas de estilo gr√°fico e redatorial.

Em virtude da periodicidade não diária do jornal (semanal), a componente noticiosa irá abordar incidentes relevantes do passado recente, mas inevitavelmente colocar os olhos no futuro, mantendo a publicação o mais atual possível, do ponto de vista informativo. Noticiar é, pois, anunciar o que é novo.

O fator humano √© para n√≥s essencial numa informa√ß√£o que se quer viva e que n√£o se limita a um reposit√≥rio de acontecimentos e situa√ß√Ķes. N√£o obstante, os pormenores acess√≥rios que interv√™m na descri√ß√£o humanizada de um facto n√£o devem fazer perder de vista o essencial.

O poder do jornalismo só tem efetiva legitimidade se não se confunde com nenhum outro, sendo certo que o trabalho jornalístico, tal como o trabalho artístico ou científico, constitui um fim em si mesmo.

O iPressJournal não é o mensageiro de uma verdade instrumental com objetivos políticos, sociais, económicos, raciais ou culturais. Respeitando as regras de ouro da técnica e da deontologia, maior será a sua credibilidade junto dos leitores e concidadãos que serve, e com os quais assume o seu primordial compromisso.

Lino Gonçalves
Director de Informação

One comment

  1. Roberto Moreno

    Parabéns pelo pelo Estatuto Editorial РConte comigo para cumpri-lo, à risca, doa a quem doer. Quem sabe poderemos unir esforços para separar o joio do trigo, no jornalismo que se pratica em Portugal. РMatéria boicotada e ignorada pelos mesmos, é o que não me falta. РUm abraço e sucesso para o Ipressjournal

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.