Home | Economia | Imobiliário | Estudo conclui que preço dos imóveis baixou desde abril
Estudo conclui que preço dos imóveis baixou desde abril

Estudo conclui que preço dos imóveis baixou desde abril

O estudo da Imovirtual, baseado nos dados disponíveis naquela plataforma especialista no setor imobiliário, analisa a evolução dos preços médios anunciados, de venda e arrendamento em Portugal.

Os dados agora partilhados referem-se ao comparativo de agosto com julho deste ano e com o período homólogo (agosto) do ano passado.

Segundo esta análise do mercado, existe uma quebra de -1,8% do valor médio de venda anunciado em agosto deste ano, em relação ao mês anterior. O preço médio já tinha registado uma queda em abril, o valor tinha vindo a subir gradualmente desde então.

Principais conclusões:

ARRENDAMENTO

O preço médio de arrendamento mantém-se estável em relação ao mês anterior, com uma variação de +0,7% em agosto, passando de 1.012€ para 1.019€. A comparação com o período homólogo de 2020 (1.053€) continua a demonstrar decréscimos cada vez menos acentuados, desta vez de -3,2% (em relação a -4,9% em julho e -6,5% em junho).

Portalegre foi o distrito com maior aumento das rendas face a julho (+22,1%), subindo de 376€ para 459€. Seguem-se Beja (com um aumento de +3,5%); a Região Autónoma da Madeira (+3,3%) e Bragança (3,3%).

Por outro lado, os distritos onde as rendas mais baixaram em agosto foram Viana do Castelo (-4,5%); Castelo Branco (-4%); Viseu (-3,9%) e Faro (-3,2%).

Comparativamente a agosto do ano passado, é Portalegre que regista o maior crescimento do valor médio de arrendamento (+43%), de 321€ para 459€. Guarda (+29,3%) e Vila Real (+22,6%) também demonstraram aumentos significativos.

Apesar da subida em agosto de 2021 face ao mês anterior, Beja e Bragança foram os distritos com maiores quedas do valor médio relativamente ao período homólogo do ano passado, registando -19,2% (de 585€ para 473€) e -18,1% (de 380€ para 464€), respetivamente.

VENDA

Verifica-se uma queda de -1,8% no preço médio de venda anunciado, que baixa para 365.264€ em agosto após estar em crescimento ligeiro desde abril. Em comparação com agosto do ano anterior, quando o valor médio se fixava em 341.145€, há um aumento de +7,1%.

O maior aumento do preço médio relativamente ao mês anterior foi em Vila Real (+3,1%), seguindo-se Portalegre (+2,1%) e Faro (+1,8%).

Évora, que nos últimos três meses tinha vindo a registar o maior aumento do valor médio, regista em agosto uma forte queda de -12,7% face a julho, passando de 286.142€ para 249.791€.

Relativamente ao período homólogo do ano passado, e apesar da queda em relação a julho, é Évora que manifesta o maior aumento do preço médio (+23%), que em agosto de 2020 se fixava em 203.132€. Seguem-se a Região Autónoma da Madeira (+19,5%) e Portalegre (+14,5%).

Guarda volta a ser, pela terceira vez consecutiva, o distrito com a maior quebra do valor médio relativamente ao período homólogo do ano passado (-6,7%), passando de 121.337 para 113.201€ em agosto de 2021.

Para consultar todos os dados analisados pela Imovirtual, visite a plataforma online.

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.