Home » Ci√™ncia & Tecno » Ci√™ncia » Estudo das microalgas para tratamento de efluentes de ETARs

Estudo das microalgas para tratamento de efluentes de ETARs

O Departamento de Ci√™ncias da Vida (DCV) da Faculdade de Ci√™ncias e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), em colabora√ß√£o com a Algoteca da UC (ACOI), est√° a estudar a aplica√ß√£o de microalgas para tratamento de efluentes de esta√ß√Ķes de tratamento de √°guas res√≠duas (ETARs) e gera√ß√£o de biocombust√≠veis.

O projeto ‚ÄúApplication of microalgal and fungal biomass for the treatment of anaerobic digestion effluents and production of the 3d generation biofuels‚ÄĚ √© da autoria de Ewelina Sobolewska, aluna de doutoramento na Lodz University of Technology, na Pol√≥nia, que realizou a fase final do curso em Coimbra.

¬ęAtualmente, estou a trabalhar com um bio reator para o tratamento do produto de digest√£o l√≠quido (subproduto da digest√£o anaer√≥bia de √°guas residuais). A comunidade de algas que se desenvolve neste bio reator, utilizada nos processos de degrada√ß√£o, foi parcialmente removida do equipamento para que possamos procurar compostos potencialmente interessantes e √ļteis, obtendo valor agregado da biomassa que √© o produto excedente desse tratamento¬Ľ, revela a estudante de Erasmus.

De acordo com Ewelina Sobolewska, o objetivo final deste trabalho √© encontrar a melhor aplica√ß√£o para a produ√ß√£o de biomassa excedente que resulta dos processos de limpeza das √°guas residuais por interm√©dio das algas, promovendo um modelo circular de gest√£o de res√≠duos. As aplica√ß√Ķes desta mat√©ria podem ser in√ļmeras, desde a produ√ß√£o de biocombust√≠veis at√© √† potencial produ√ß√£o de compostos, que podem ser utilizados na √°rea da cosm√©tica, da medicina, entre outras.

¬ęNeste projeto, foi testado um conjunto de microalgas aqu√°ticas capazes de proporcionar biorremedia√ß√£o, quer seja por fitotransforma√ß√£o ou fitodegrada√ß√£o. Neste caso, est√° a ser utilizada uma mistura de algas que a aluna comp√īs para degradar determinados res√≠duos da √°gua, previamente tratados, entrando as algas j√° numa fase final do processo¬Ľ, explicam Leonel Pereira e Nuno Mesquita, investigadores do DCV e orientadores da estudante durante o per√≠odo de Erasmus.

Atrav√©s da t√©cnica de Espectroscopia Infravermelha com Transformada de Fourier, prosseguem, ¬ęobtivemos uma an√°lise inicial do perfil qu√≠mico da biomassa e, em seguida, a mesma foi caracterizada em termos lip√≠dicos, incluindo a avalia√ß√£o das fra√ß√Ķes lip√≠dicas e perfil de √°cido gordos por cromatografia gasosa (GC). Foi tamb√©m feita a an√°lise do perfil de pigmentos por cromatografia l√≠quida de alta efici√™ncia (HPLC).

Finalmente, ¬ęos extratos totais da biomassa est√£o a ser testados quanto aos seus efeitos fungicidas em diferentes esp√©cies de fungos. Os resultados s√£o muito promissores¬Ľ, concluem.

A estudante terminar√° o doutoramento na Pol√≥nia, mas os investigadores da FCTUC continuar√£o a trabalhar nesta investiga√ß√£o tamb√©m em Coimbra, no √Ęmbito do projeto ANOXYOILS, financiado pela Funda√ß√£o para a Ci√™ncia e Tecnologia (FCT) e desenvolvido em colabora√ß√£o com o grupo Plants4Health, liderado por C√©lia Cabral, investigadora da Faculdade de Medicina da UC (FMUC).

Partilhe:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

*

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como s√£o processados os dados dos coment√°rios.